Dicas

Rosas azuis naturais

Quanto regar uma rosa azul natural

Uma rosa azul natural, também chamada de Lua Azul, precisa de rega diária da planta, recomenda-se regar a planta no início do dia e evitar regar nas horas mais quentes, principalmente no verão. O solo nunca deve estar seco, mas sempre úmido, sendo recomendado circundar o solo ao redor da rosa-estrume, para não dispersar a umidade. Rosas cuidadas em vaso precisam de mais água do que as plantadas no solo, pois tendem a secar mais rápido, também é importante usar regador ou regador grande com bica de chuveiro, para molhar com a mesma quantidade de regar todos os cantos do solo, para que o próprio solo seque uniformemente e não em manchas.

Como fazer crescer uma rosa azul natural


O cultivo da rosa azul natural é um processo delicado que leva vários meses. As mudas de rosa devem ser plantadas no outono ou nos primeiros meses de inverno, em solo fertilizado naturalmente. As rosas precisam de exposição ao sol por pelo menos 4 horas durante o dia, e nos primeiros meses precisam de rega contínua. A poda é um aspecto muito importante para o cuidado da planta: deve ser feita com um corte oblíquo logo acima da gema. É usado para controlar a floração, ou seja, para não ter muitas flores, mas é robusto. Também é usado para eliminar as partes secas da planta que já não garantem a floração. A poda é necessária no inverno e no verão. O inverno é recomendado em fevereiro, ou seja, no final do inverno, período em que a planta está em repouso. O de verão, no entanto,


As rosas azuis naturaiseles precisam de um equilíbrio certo entre os principais nutrientes de que uma planta precisa para viver, a saber: nitrogênio, fósforo e potássio. O nitrogênio ajuda no crescimento de galhos e folhas e mantém a planta longe de doenças. O fósforo promove o florescimento das rosas e aumenta o seu perfume. Já o potássio favorece a intensificação da cor da flor. Outros elementos importantes que as rosas precisam para um bom crescimento são o cálcio e o magnésio, mas secundários aos três elementos mencionados acima. As fertilizações mais importantes para uma planta de rosa são 3: na primavera, verão e outono. O mais importante é a primavera: os primeiros botões começam a florescer na planta e são necessários 100 gramas de fertilizante por metro quadrado. A fertilização de verão não é necessária se as rosas crescem muito. Em meados do outono, é necessária uma segunda / terceira fertilização, idêntica à da primavera.

Rosas azuis naturais: principais doenças e possíveis remédios naturais


As rosas azuis naturais adoecem, especialmente quando o solo e a planta são fracos e não são suficientemente fortes e bem cuidados. A doença mais comum da rosa é a presença de bactérias, como pulgões, muito comuns nos meses de verão. Felizmente, a prevenção é rápida e fácil graças aos inseticidas orgânicos disponíveis no mercado botânico. Outra doença que costuma afetar as roseiras é o míldio, que afeta as folhas, tornando-as esbranquiçadas. O tratamento necessário para a cura leva mais semanas do que para uma simples infecção bacteriana. O tratamento mais difundido e usado é o uso semanal de sulfato de cobre. Outra infecção que as rosas sofrem é o fungo branco, que, no entanto, pode ser facilmente derrotado com doses de enxofre.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Mira también
Cerrar