Dicas

Olmo

Regando o olmo

A rega do olmo é uma das partes mais importantes dos cuidados com as plantas. O número de vezes que uma árvore precisa ser regada depende de diferentes motivos, como sua espécie, a época do ano em que é encontrada, o tamanho da árvore, o solo em que foi plantada e o clima. Uma das coisas fundamentais quando se tem um olmo é aprender a observá-lo e, assim, entender quando precisa ser regado. Por exemplo, se o solo estiver seco, é melhor molhar a planta; para entender, basta sentir com os dedos para verificar o estado do solo. É aconselhável não molhar as plantas seguindo os padrões, mas sim observar antes de agir. A mistura de solo utilizada também é fundamental; geralmente um solo formado por akadama e cascalho fino é usado, mas se você usar uma mistura que retenha mais água, usando mais terra, será possível molhar menos o olmo. Também é aconselhável não regar o olmo à tarde, depois que o solo foi aquecido pelo sol, pois esfriaria muito rápido com a água.

Cuidando do olmo


Cuidar de um olmo não é fácil, pois suas características são particulares. O olmo é uma planta de casca cinza, com superfície lisa o suficiente para as árvores mais jovens; os olmos mais velhos têm uma cor castanha escura e a casca apresenta fendas visíveis. Os olmos têm, portanto, uma estrutura muito grande, mas são elegantes, na verdade são usados ​​como ornamentos, tanto isolados como acompanhados por outras árvores, com o objetivo principal de arborizar avenidas em grandes jardins e espaços verdes. A folhagem do olmo é ampla e elegante, podendo atingir cerca de 10 metros de largura. Se decidir comprar um olmo, é aconselhável mantê-lo em local ameno, seria ideal e adequado guardá-lo dentro de casa. dentro de um ambiente com temperatura entre 15 e 20 graus. No entanto, também resiste muito bem a climas frios e ventos.

Fecundação do olmo


A fertilização do olmo é outro momento chave. É necessário fertilizar regularmente, especialmente durante a estação de desenvolvimento e crescimento, pois só assim os nutrientes certos serão trazidos diretamente para o solo. É melhor fertilizar a planta durante toda a estação, ou seja, desde o início da primavera até o outono. Os principais elementos dos fertilizantes são três elementos: nitrogênio, fósforo e potássio, e cada um tem finalidades diferentes. O nitrogênio desenvolve o crescimento das folhas e caules, o fósforo contribui para o crescimento saudável e bom das raízes e o potássio ajuda a aumentar os frutos e flores. Durante a primavera é melhor usar um fertilizante rico em nitrogênio, no verão é aconselhável usar fertilizantes mais balanceados, e para o

Olmo: doenças do olmo


As doenças do olmo são diferentes. Muitas vezes acontece que o olmo é atacado por um fungo perigoso, o que provoca a perda de suas folhas e a conseqüente morte dos ramos da planta. O fungo é denominado «Ophiostoma ulmi» e causa a «grafiose» do olmo, que atinge a planta por dentro, mesmo que não seja visível externamente; para ser mais preciso, o fungo atinge os vasos linfáticos da planta, bloqueando a transmissão do floema da planta e também da água. Essa falta será então notada nas folhas, que vão se deteriorando e amarelando, até secarem e morrerem com a planta inteira. O fungo é atacado por um besouro, o besouro da casca, que vive dentro da casca do olmo, onde cava túneis. Para prevenir esta doença, é mais importante visar a prevenção, para limitar a sua propagação. O tratamento das plantas doentes consiste na eliminação das partes infectadas, através da retirada das zonas atacadas pelo fungo. As partes doentes devem ser queimadas, enquanto as ferramentas utilizadas para a poda devem ser desinfetadas.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Mira también
Cerrar