Dicas

Visita ao pomar «Este é um lugar» em Lavapiés

Bom dia a todos, hoje venho contar sobre a visita que fizemos lá em junho Dani Horcajo e eu a Esta é uma praça em Lavapiés . Este jardim autogerido foi um dos primeiros jardins urbanos a ser criado em Madrid. Neste artigo mostramos o jardim de This is a square e o vídeo que fizemos durante a visita.

Fizemos a visita numa quartafeira e domingo, são dias em que o pessoal do pomar se reúne para trabalhar, e posso dizer que o primeiro dia foi nulo e um tanto desconcertante, deixa eu explicar:

Chegamos lá com toda a ilusão de conhecer um lugar novo, muito tínhamos ouvido falar. Esta é uma praça não só por causa do pomar, mas porque já é uma referência turística de lazer no bairro de Lavapiés como o museu Reina Sofia . Entramos e rapidamente encontramos três pessoas pertencentes ao grupo que administra o jardim.

A minha surpresa foi grande quando uma daquelas pessoas me chamou de ESPIÃO por usar a câmera na minha cabeça e eu ganhei uma boa fama por filmar lá … Essa pessoa, que disse que era documentarista, acho que não entendeu o dele profissão também.

Gravar em local público significa que muitas pessoas de todas as idades aparecem em seu quadro, mas o objetivo é mostrar as práticas e o manejo de um jardim para criar um documento didático que certamente não me parece espionagem. Ruim, não foi uma boa recepção e fomos muito passados ​​a ferro enquanto caminhávamos por lá.

As coisas não melhoraram quando depois de um tempo nos disseram que não sabiam explicar as atividades e o manejo da horta , uma das pessoas capacitadas estava com pressa e as demais não se sentiam fortes para fazê-lo, possivelmente se sentiam isoladas na frente da câmera echo a pessoa que se sentiu espiada teve muito cuidado em estar sempre nas minhas costas, o que foi bastante incômodo considerando que o espaço não é suficiente para perdê-la de vista.

De qualquer forma, o primeiro dia não correu bem, mas tentaríamos de novo.

O dia 2 de visita foi uma alegria, fomos recebidos pela Roberta, uma mulher que está lá quase desde o início e não teve problemas em explicar tudo perfeitamente bem como nos contar a história da praça e todas as dificuldades administrativas que ela tem. foi superando. Além disso, não havia nenhum vestígio do documentarista e a atividade do dia eram as esquetes teatrais, que eu pessoalmente adoro porque tenho feito isso a maior parte da minha vida.

Aqui está o artigo da Dani para conhecer um pouco da história deste site e o meu relato para conhecê-lo melhor por dentro: El huerto de Esta es una Plaza

Como puderam constatar, trata-se de uma praça que tem um jardim muito bem organizado e administrado. Existem socalcos com todo o tipo de espécies, a irrigação é gota a gota e eficiente, cultivam-se aromáticos no início e no final do terraço para evitar a entrada de pragas e doenças .

Pessoalmente, fiquei impressionado com o fato de apostarem na conservação das espécies nativas com a criação de um jardim silvestre. Esse jardim consiste em deixar um espaço para que as espécies trazidas do campo aberto possam crescer livremente e assim poder conservar esta flora natural madrilena que entre tanto asfalto e parque ornamental está a tornar-se uma tarefa complicada.

Graças ao trabalho dessas pessoas, o espaço agora é um sucesso já que a principal reivindicação do espaço no início era o jardim , era o pouco que havia no início. Atualmente eu poderia dizer que um visitante mais do que This is a Plaza é um parque modelo para a cidade de Madrid que se sustenta no trabalho e na conscientização dos moradores do bairro.

Em cada bairro, em cada lote deve haver um espaço deste estilo, um local onde as crianças possam brincar e ver de onde vêm as alfaces, as pessoas respeitam o espaço sem contaminá-lo, pequenos grupos atuam em ambiente familiar etc.

Tudo isso cria consciência social, atmosfera de vizinhança, favorece a civilidade pessoal ao fazer com que todos cuidem de um espaço delicado, relacionamentos pessoais são criados entre pessoas que compartilham paixões como horticultura ou teatro e as crianças podem aprender uma infinidade de coisas enquanto brincam.

Deveria haver mais iniciativas neste estilo porque acho que é o modelo de parque familiar do século XXI e é uma pena que tenhamos que lutar tanto burocraticamente para oferecer aos cidadãos um espaço lúdico, público e educativo.

Uma saudação forte.

Alvaro

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Mira también
Cerrar