Dicas

Poda de camélias

Camélia

Pertencente à família Theaceae, o gênero Camelia teve origem na China, Japão e principalmente na Coréia. As camélias incluem numerosas plantas que, só na Itália, são cultivadas cerca de 900.000 espécimes por ano. Na nossa área, as camélias são conhecidas como plantas com flores de tamanho não muito grande. Em seus países de origem, porém, as camélias são arbustos que atingem e ultrapassam os dez metros de altura. Eles consistem em uma casca lisa, são altamente ramificados e produzem madeira um tanto dura. Suas folhas brilhantes e coriáceas são pontiagudas e alternadas e têm um pequeno pecíolo verde intenso. Suas flores são axilares e solitárias, o formato das flores varia e também as cores. Entre as espécies mais cultivadas, prevalece a Camelia reticulata, a Camelia Japonica e a Camelia Sasanqua. A Camellia reticulata é de origem chinesa e é uma planta semi-rústica, com flores muito grandes e vistosas. Suas flores podem chegar a 15 centímetros e sua cor varia do mais profundo ao menos rosado. A Camélia Japonica é originária da Ásia, Japão e Coréia e é uma planta que atinge seis metros de altura. Suas folhas coriáceas e brilhantes são ovais ou elípticas e têm bordas serrilhadas. Camelia Sasanqua vem da China e é uma planta muito rústica, floresce de novembro a março e dá vida a flores simples de uma cor que varia do branco ao rosa ao vermelho. Suas flores podem chegar a 15 centímetros e sua cor varia do mais profundo ao menos rosado. A Camélia Japonica é originária da Ásia, Japão e Coréia e é uma planta que atinge seis metros de altura. Suas folhas coriáceas e brilhantes são ovais ou elípticas e possuem bordas dentadas. Camelia Sasanqua vem da China e é uma planta muito rústica, floresce de novembro a março e dá vida a flores simples de uma cor que varia do branco ao rosa ao vermelho. Suas flores podem chegar a 15 centímetros e sua cor varia do mais profundo ao menos rosado. A Camélia Japonica é originária da Ásia, Japão e Coréia e é uma planta que atinge seis metros de altura. Suas folhas coriáceas e brilhantes são ovais ou elípticas e possuem bordas dentadas. Camelia Sasanqua vem da China e é uma planta muito rústica, floresce de novembro a março e dá vida a flores simples de uma cor que varia do branco ao rosa ao vermelho.

Poda


As camélias são plantas de porte elegante e majestoso, apreciadas pela sua forma e floração. O período de floração varia de acordo com as espécies a que pertencem e uma característica dessas plantas é que murcham logo após a produção das flores. A fase a seguir à floração é a fase mais importante para estas plantas, durante este período devem ser tratadas com a máxima atenção e devem ser podadas. A poda promove o crescimento e confere à planta uma forma cuidada e limpa. A poda de Camélias deve ser dividida em três fases: formação, produção e manutenção. Na primeira fase é podada para dar à planta a forma desejada; no segundo para melhorar a emissão de botões mais saudáveis ​​e no terceiro para manter a forma previamente escolhida. A poda deve ser realizada com a utilização de ferramentas específicas que são limpas e desinfetadas antes e após o uso, eventualmente com a chama. Os cortes de poda devem cobrir galhos quebrados e danificados e partes da planta que agora estão secas. O conselho é fazer cortes limpos e precisos sem criar desfiamentos. Os fragmentos atraem parasitas e, portanto, as plantas correm o risco de ficar danificadas e doentes.

As três fases

A poda de treinamento deve ser realizada nas mudas mais novas, removendo os galhos e partes da planta que estão secas e danificadas. Como já mencionado acima, esta fase serve para dar à planta uma forma harmoniosa e ordenada. Na hora de dar a forma é aconselhável deixar um pequeno espaço entre um galho e outro para favorecer o nascimento das flores (lembre-se que as flores são muito grandes). Durante esta fase você pode escolher várias formas para dar à nossa planta. Uma das mais comuns é a da árvore arredondada que se obtém encurtando periodicamente o ramo central, favorecendo o crescimento dos da base do caule. Na segunda fase, a da produção, botões pequenos, fracos e danificados são cortados com uma pequena faca. Isso promove a formação de botões mais fortes e saudáveis. A terceira e última fase, a de manutenção, deve ser realizada na maioria dos exemplares adultos. Esta poda consiste em retirar os ramos que crescem e alteram e estragam a forma da planta. Os cortes devem ser feitos acima do nó para favorecer o nascimento de novos brotos.

Poda de camélias: quando podar

A poda das camélias deve ocorrer no período seguinte à floração. O período de floração da planta varia de acordo com as espécies cultivadas e, portanto, não é possível estabelecer um período preciso. Algumas espécies florescem durante a primavera, outras durante o outono e outras ainda durante o inverno. Como já mencionado acima, essas plantas têm a característica de murcharem por si mesmas após o desenvolvimento das flores e é justamente nesse período que deve ser feita a poda. As ferramentas que devem ser utilizadas para a poda são tesouras específicas que podem ser encontradas em qualquer loja de jardinagem e facas para cortar os botões. Lembre-se de que antes e depois do uso, as ferramentas devem ser limpas e desinfetadas. As lâminas das ferramentas utilizadas para a poda devem estar bem afiadas para que se façam cortes limpos. Desta forma evitaremos relatar danos, favorecendo infecções e ataques de parasitas. Caso as ferramentas estejam danificadas é aconselhável substituí-las por um novo par para não criar desgaste durante a poda.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.