Dicas

Poda de ameixeira

Benefícios da poda

A ameixa é uma planta frutífera fácil de cultivar e capaz de dar uma rica produção de frutos suculentos: por isso é uma planta muito difundida. Sua adaptabilidade aos tipos de clima mediterrâneo, porém, não significa que seja uma planta que não exija nenhum tipo de cuidado ou atenção. A ameixeira, em particular, é uma planta com um desenvolvimento exuberante, mas que, precisamente por isso, requer diferentes tipos de intervenções para conter o seu crescimento e regular o seu desenvolvimento. A poda, na verdade, não tem apenas um propósito estético, mas é uma intervenção necessária para a saúde da planta. Eliminar ramos velhos e pouco produtivos, ou já secos, ajuda a planta a evitar a dispersão de energia, tornando os ramos fortes e saudáveis ​​ainda mais produtivos. Poda, revigorante para a planta, também será uma forma de evitar que seja atacado por parasitas e fungos e que seja vulnerável a patógenos que podem afetar esta planta em particular. Além disso, durante o período de crescimento, a poda será importante para definir a forma e o desenvolvimento da planta, de forma a garantir a cada ramo a melhor exposição e espaço e luz suficientes para um crescimento ideal.

Técnicas de poda


A poda terá um caráter diferente, dependendo dos diferentes estágios de vida da planta. As intervenções mais decisivas são aquelas necessárias para definir a forma e o crescimento das plantas mais jovens, enquanto os espécimes mais velhos caracterizados por um desenvolvimento mais lento precisarão apenas de intervenções de desbaste nas partes agora improdutivas. As intervenções mais decisivas são aquelas definidas como treinamento, que também servirão para determinar que tipo de forma a planta deve ter. Eles geralmente são realizados nos primeiros três anos de vida, enquanto os seguintes serão feitos de acordo com a forma. Apesar da necessidade de definir o desenvolvimento da planta, no entanto, não é necessário exagerar e causar danos excessivos à planta, que deve ser capaz de se recuperar com bastante facilidade. As intervenções de manutenção serão, ao invés, anuais e menos invasivas: são definidas «produção» porque são realizadas de forma a permitir que a fábrica aproveite ao máximo os seus recursos e ofereça uma produção melhor e mais generosa, devendo alimentar apenas os mais fortes ramos e exuberantes. Essa poda, ao mesmo tempo, permitirá o controle do desenvolvimento da planta, de forma que ela mantenha as características relacionadas à forma definida nos primeiros anos de vida do espécime de ameixa.

Quando podar


Para fazer uma poda correta, nunca devemos esquecer que é uma operação que envolve sofrimento para a planta. Quanto às diferentes variedades de ameixa presentes em nosso território, é importante ter em mente que cada cultivar terá características e adaptabilidade diferentes: as plantas de origem japonesa sofrerão mais que as variantes européias, que por natureza são mais adequadas às condições climáticas e ambientais. condições oferecidas por esses territórios. Da mesma forma, o período de poda também varia consideravelmente, em função da retomada do ciclo vegetativo e dos períodos de frutificação, que podem diferir dependendo da variedade cultivada. Em geral, a poda é feita no final da primavera ou antes da chegada do inverno: no primeiro caso a planta será preparada para a produção de flores e frutos que ocorrerá logo em seguida, enquanto no segundo caso a poda permitirá cortar os galhos mortos e clarear a planta após os esforços do verão, em preparação para o período de resto vegetativo. Pequenas intervenções podem ser realizadas em ambas as estações, enquanto se a poda for muito forte é aconselhável esperar um ano antes de repetir a operação, permitindo assim que a ameixa se desenvolva e se recupere de forma ideal.

Poda de ameixa: ferramentas e ferramentas necessárias


O sucesso das operações de poda não depende apenas das técnicas utilizadas, mas também das ferramentas: este elemento é por vezes subestimado, causando danos substanciais à ameixeira apesar do cumprimento de todas as regras de poda. A primeira regra, fundamental para a poda de qualquer planta, é usar sempre ferramentas devidamente esterilizadas: as feridas que se abrirem, caso contrário, terão maior risco de contaminação e infecção. A tesoura a ser utilizada será então selecionada com base no tipo de ramo a ser cortado: as ferramentas devem ser práticas de uso, pois pode ser necessário podar mais ameixas e, portanto, fazer esforços prolongados, mas também apresentar as medidas adequadas para o corte ramos individuais,

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Mira también
Cerrar