Dicas

Orquídea laelia

Características especiais da orquídea laelia

A orquídea Laelia é uma das variantes mais fascinantes desta delicada planta de origem tropical. Suas flores são grandes e de cores vivas, às vezes vistosas, e permitem que a orquídea nunca passe despercebida. Pertencem ao laelia várias espécies, cujas características estéticas são variáveis, assim como as necessidades climáticas e ambientais. Porém, é possível identificar uma linha comum dentro da qual aprofundar o conhecimento das espécies específicas que você escolhe cultivar: para o cuidado com as orquídeas, aliás, é importante ter a máxima atenção, já que não são apenas nativas. tropicais e, portanto, climaticamente diferentes da nossa, mas também porque são extremamente delicadas. As orquídeas retribuirão o cuidado e a atenção com uma floração de extremo encanto, em particular no que diz respeito às laelias: são plantas com flores grandes, com pétalas alongadas e afiladas, muito elegantes e com cores intensas e românticas. Um prazer que, no caso da Laelia, pode ter um carácter perene e por isso poder decorar constantemente o espaço envolvente.

Cultivo


O cultivo das orquídeas geralmente ocorre em vasos: plantas tão delicadas não resistiriam ao frio do inverno. Laelia não é exceção, mesmo que constitua uma variante um tanto particular dentro da família das orquídeas: ao contrário da maioria das espécies, na verdade, ela não teme o sol direto, que pelo contrário é benéfico. Portanto, não requer posicionamento em áreas sombreadas, mas prefere a exposição ao sol por muitas horas sem medo de altas temperaturas e correntes de ar, que para a maioria das orquídeas são letais. Por outro lado, é sensível ao frio, por isso em períodos de clima rigoroso é bom manter a orquídea laelia dentro de casa. Por ser uma planta epífita necessita de uma superfície rochosa para crescer, com a presença de musgos e líquenes: para esta planta sem poda, costuma crescer e desenvolver-se onde o solo é mais hostil. O repoteamento também não é necessário, justamente porque basta colocar a orquídea em pedras ou troncos de madeira, com um efeito muito decorativo: bastará, portanto, deslocar o suporte sobre o qual se enraizou a orquídea laelia para trazer a planta para onde o as condições climáticas e ambientais são ideais para você. No entanto, é possível movimentar a planta, mudando o suporte, proporcionando-lhe água o suficiente para amolecer as raízes e facilitar o seu desprendimento sem quebrar. A operação deve ser feita com delicadeza para não danificar as raízes. com presença de musgo e líquenes: sem poda para esta planta, que cresce e se desenvolve onde o solo é mais hostil. O repoteamento também não é necessário, justamente porque basta colocar a orquídea em pedras ou troncos de madeira, com um efeito muito decorativo: bastará, portanto, deslocar o suporte sobre o qual se enraizou a orquídea laelia para trazer a planta para onde o as condições climáticas e ambientais são ideais para você. No entanto, é possível movimentar a planta, mudando o suporte, proporcionando-lhe água o suficiente para amolecer as raízes e facilitar o seu desprendimento sem quebrar. A operação deve ser feita com delicadeza para não danificar as raízes. com presença de musgo e líquenes: sem poda para esta planta, que cresce e se desenvolve onde o solo é mais hostil. O repoteamento também não é necessário, justamente porque basta colocar a orquídea em pedras ou troncos de madeira, com um efeito muito decorativo: bastará, portanto, deslocar o suporte sobre o qual se enraizou a orquídea laelia para trazer a planta para onde o as condições climáticas e ambientais são ideais para você. No entanto, é possível movimentar a planta, mudando o suporte, proporcionando-lhe água o suficiente para amolecer as raízes e facilitar o seu desprendimento sem quebrar. A operação deve ser feita com delicadeza para não danificar as raízes. O repoteamento também não é necessário, justamente porque basta colocar a orquídea em pedras ou troncos de madeira, com um efeito muito decorativo: bastará, portanto, deslocar o suporte sobre o qual se enraizou a orquídea laelia para trazer a planta para onde o as condições climáticas e ambientais são ideais para você. No entanto, é possível movimentar a planta, mudando o suporte, proporcionando-lhe água o suficiente para amolecer as raízes e facilitar o seu desprendimento sem quebrar. A operação deve ser feita com delicadeza para não danificar as raízes. O repoteamento também não é necessário, justamente porque basta colocar a orquídea em pedras ou troncos de madeira, com um efeito muito decorativo: bastará, portanto, deslocar o suporte sobre o qual se enraizou a orquídea laelia para trazer a planta para onde o as condições climáticas e ambientais são ideais para você. No entanto, é possível movimentar a planta, mudando o suporte, proporcionando-lhe água o suficiente para amolecer as raízes e facilitar o seu desprendimento sem quebrar. A operação deve ser feita com delicadeza para não danificar as raízes. orchidea laelia criou raízes para trazer a planta onde as condições climáticas e ambientais são ideais para ela. No entanto, é possível movimentar a planta, mudando o suporte, proporcionando-lhe água o suficiente para amolecer as raízes e facilitar o seu desprendimento sem quebrar. A operação deve ser feita com delicadeza para não danificar as raízes. orchidea laelia criou raízes para trazer a planta onde as condições climáticas e ambientais são ideais para ela. No entanto, é possível movimentar a planta, mudando o suporte, proporcionando-lhe água o suficiente para amolecer as raízes e facilitar o seu desprendimento sem quebrar. A operação deve ser feita com delicadeza para não danificar as raízes.

Rega e fertilização


A orquídea laelia é uma planta de grande encanto, que no entanto necessita de muitos cuidados diários: não pode ser abandonada durante dias, pois a rega deve ser extremamente regular. A sua frequência varia de acordo com os diferentes períodos e aumenta com a floração: quando é particularmente intenso e as temperaturas são muito elevadas, podem ser necessárias até duas regas por dia. Por ser uma planta epífita, na verdade, ela não possui solo disponível para armazenar água e retê-la para uma lenta dispersão, por isso é importante poder oferecer água à planta várias vezes. Naturalmente, é uma planta sensível à estagnação da água, que nunca deve estar presente. Em vez de adicionar o fertilizante adequado à água de rega, para fornecer à planta que cresce em uma superfície muito pobre os nutrientes necessários. A fertilização será necessária mais intensamente no período de floração máxima, durante o qual a freqüência aumentará, e depois será reduzida quando a planta enfrentar o inverno. O período de floração pode variar de espécie para espécie, por isso é bom consultar em detalhes.

Orquídea Laelia: doenças e pragas


A orquídea é uma planta muito sensível às variações ambientais: a laelia não foge à regra e a partir da análise das folhas será possível reconhecer o seu estado de saúde. Folhas murchas, amareladas, secas ou decíduas podem denotar correntes de ar excessivas ou um clima muito frio; as folhas secas, em particular, sinalizam uma presença excessiva de luz direta. Pelas folhas também será possível perceber se a planta recebe a quantidade certa de água: em qualquer caso, ver a orquídea Laelia em excelente estado de saúde bastará para restabelecer as condições ideais de cultivo. Por outro lado, o caso da presença de pequenas manchas escuras ou brancas e algodoadas, que podem ser o sinal de uma infestação parasitária em curso, é diferente. Neste caso, a intervenção oportuna é essencial porque o orchidea é muito delicada neste sentido e cada parasita presente deve ser erradicado rápida e completamente, para evitar o desenvolvimento subsequente e a morte da própria planta. Para erradicar os parasitas será necessário recorrer a produtos específicos, que são agressivos para eles, mas não muito para a planta.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.