Dicas

Jardins domésticos

Projetando jardins domésticos

Se neste momento está à janela a olhar desconsolado para a sua zona verde, então é chegado o momento de pensar em como tornar o seu jardim acolhedor e vital. Desenhar hortas caseiras, no entanto, não é uma atividade que possa ser realizada sem conhecer pelo menos alguns conceitos fundamentais: a criação de um ambiente bem cuidado começa primeiro com uma análise do ambiente em que vamos nos mover. Se pretende cultivar plantas e flores tem de conhecer o tipo de solo que temos e, se necessário, pedir a um profissional do sector para sugerir os tipos de plantas mais adequados às nossas necessidades. Por fim, é importante conhecer as leis civis que regem os pactos de boa vizinhança: por exemplo,

Um cobertor macio de grama


A beleza dos jardins domésticos começa com um gramado macio. No entanto, o que pode parecer um elemento quase óbvio do jardim também é o mais complexo de cultivar. Criar e manter a beleza de um casaco inglês ao longo do tempo é uma atividade que requer tempo e constância. Uma alternativa válida poderia ser a instalação de um gramado pré-cultivado, que pode ser adquirido em centros especializados e vendido na forma de rolos ou grama. Esta solução permite que você tenha um lindo gramado em poucas horas de trabalho: você mesmo pode fazer a instalação, sem ter que contratar uma equipe de jardineiros, mas é preciso ressaltar que um gramado desse tipo não é exatamente barato. A título indicativo, é possível estimar um custo de cerca de 10 euros por metro quadrado.

A escolha de plantas e flores


A escolha das plantas e flores a serem incorporadas nas hortas caseiras é outro elemento extremamente delicado. Para o leigo, a intervenção de um jardineiro ou florista pode ser imprescindível, pelo menos para identificar as plantas mais próximas do ambiente e das nossas necessidades e competências A composição do solo, clima, temperatura e horas de sol são os factores que influenciam a a maioria. A isso se soma também o conhecimento pessoal na nobre arte da floricultura: se você não tem o polegar verde é sempre melhor começar com uma planta que seja relativamente autônoma, resistente e bem adaptada ao meio ambiente. O cuidado do jardim também inclui a poda regular de plantas e árvores, especialmente se as últimas tiverem uma abundância de folhagem. A poda não está apenas ligada a

Jardins domésticos: móveis para jardins domésticos


Ter uma horta caseira é algo muito agradável e certamente haverá ocasiões em que receberemos amigos e familiares neste pequeno oásis pessoal. A melhor forma de tornar o ambiente acolhedor e confortável é inserir móveis adequados, tanto no que diz respeito ao espaço disponível, como na escolha dos materiais.Madeira e ferro forjado são certamente os materiais mais elegantes e solicitados, mas também são os mais sensíveis aos agentes atmosféricos e aos ataques de parasitas, principalmente em ambientes úmidos.Entre os móveis escolhidos para as hortas caseiras, um lugar de primeira classe cobre a mesa e as cadeiras. Segue-se o salão do jardim, um artigo que recentemente tem obtido grande aprovação, mesmo em divisões muito pequenas. Enfim, é impossível não falar nas redes e nos balanços.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Mira también
Cerrar