Dicas

Ginseng

Ginseng

O ginseng é uma planta herbácea perene pertencente à família Arialiaceae e nativa da China. Este gênero inclui cerca de 50 espécies diferentes que também se espalharam pela Coréia, Manchúria, Rússia e América do Norte. Comumente chamado de «ginseng», o nome botânico é panax. Deriva de «pan» que significa «tudo» e de «machado» que significa «cura», na verdade o ginseng é uma planta que cura todos os males. O nome «ginseng» vem do chinês «renshen», que significa «planta do homem». Estas plantas são caracterizadas por caules muito baixos, raízes grandes e carnudas e frutos vermelhos. A peculiaridade dessas plantas de ginseng é que elas crescem muito lentamente e devem ser transplantadas a cada três anos e que seu crescimento completo ocorre após cerca de sete anos. O ginseng é uma planta bem conhecida no mundo pelas muitas propriedades que contém, especialmente nas raízes. Na verdade, após a colheita, as raízes passam por tratamentos que permitem a preservação do produto. Além disso, as raízes também podem ser deixadas para secar. O ginseng sempre foi conhecido e procurado, foi e é definido como «a planta milagrosa». Antigamente, os caçadores de peles se aventuravam nas florestas da Ásia em busca dessa planta, mesmo à custa de perder a vida. foi e é definida como «a planta milagrosa». Antigamente, os caçadores de peles se aventuravam nas florestas da Ásia em busca dessa planta, mesmo à custa de perder a vida. foi e é definida como «a planta milagrosa». Antigamente, os caçadores de peles se aventuravam nas florestas da Ásia em busca dessa planta, mesmo à custa de perder a vida.

Propriedade


A raiz do ginseng é a parte mais importante desta planta milagrosa, são atribuídas propriedades e virtudes, algumas das quais ainda estão definitivamente aprovadas. Segundo pesquisas, testemunhos e estudos em animais, o ginseng é a planta anti-stress e anti-fadiga por excelência. Tem a capacidade de estimular o sistema nervoso, o sistema imunológico e o sistema hormonal, devolvendo-o a um estado de saúde e bem-estar interno e externo. Essas propriedades são garantidas pela presença das saponinas triterpênicas, principal elemento das raízes da planta. Mas não é a única substância, no ginseng também existem elementos como vitaminas, óleos essenciais, aminoácidos, minerais, ácido fólico, manganês e fitoestrógenos. Todos esses elementos tornam o ginseng um excelente remédio adaptônico, tem a capacidade de melhorar a adaptação a estímulos negativos externos que causam estresse. As propriedades do ginseng também se mostraram muito úteis para melhorar o sistema imunológico em caso de debilitações devido a doenças. Além disso, melhora a circulação sanguínea para o cérebro e, assim, você obtém mais concentração e memória. Além disso, os efeitos hipoglicêmicos e de redução do colesterol também foram atribuídos ao ginseng.

Uso e consumo

O Ginseng é comercializado em várias formas, você pode encontrar cápsulas, comprimidos, garrafas, pó, raízes secas, extrato puro ou concentrados fluidos. Os produtos podem ser adquiridos em uma farmácia, em uma loja de fitoterápicos ou em qualquer outro ponto de venda que comercialize esses produtos. As raízes do ginseng são cortadas em fatias e comidas, enquanto as secas são mastigadas ou usadas para o preparo de infusões. A dose recomendada para ingestão varia de 0,5 a 2 gramas por dia. Os extratos de raiz devem ser consumidos na dose de 200 gramas por dia. Já os comprimidos e cápsulas devem ser tomados entre as refeições, de manhã e à tarde e a dose é de uma ou duas ao dia. O extrato líquido de ginseng, por outro lado, deve ser tomado na dose de um frasco ao dia para ser tomado na forma pura ou diluindo-o em água. Já para o extrato em gotas não alcoólicas, a dose é de 10,15 gotas em uma pequena quantidade de água para ser tomada duas a três vezes ao dia.

O que saber

Como a maioria dos produtos consumidos pelo nosso corpo, o ginseng também pode causar efeitos colaterais. Seu consumo pode causar nervosismo, insônia, irritabilidade e tremores nos membros. Esses efeitos não são frequentes e sempre comprovados, ocorrem principalmente se você abusar muito deste produto. Para evitar que esses distúrbios nos afetem, é aconselhável não tomar o extrato de ginseng após as 16 horas e por longos períodos (40 a 60 dias consecutivos). Outra coisa a observar é a administração de ginseng a crianças menores de 12 anos e a pacientes que sofrem de pressão alta. Também não é recomendado o uso deste produto durante a gravidez ou amamentação, haveria risco de alteração dos órgãos genitais da criança, principalmente no caso de uma mulher. Também não é recomendado consumir ginseng em pacientes que já estejam tomando outros tipos de medicamentos. O ginseng pode impedir a ação dos antidepressivos tricíclicos e pode aumentar o efeito de medicamentos contendo estrogênio e cortisona. Já os custos deste produto podem variar de acordo com a marca da empresa fabricante. Por exemplo, existem embalagens de 50 cápsulas que custam cerca de 25 euros e embalagens de 45 cápsulas que podem custar cerca de 15 euros. Um pouco menos é o preço dos extratos em pó para o preparo de infusões. O ginseng pode impedir a ação dos antidepressivos tricíclicos e pode aumentar o efeito de medicamentos contendo estrogênio e cortisona. Já os custos deste produto podem variar de acordo com a marca da empresa fabricante. Por exemplo, existem embalagens de 50 cápsulas que custam cerca de 25 euros e embalagens de 45 cápsulas que podem custar cerca de 15 euros. Um pouco menos é o preço dos extratos em pó para o preparo de infusões. O ginseng pode impedir a ação dos antidepressivos tricíclicos e pode aumentar o efeito de medicamentos contendo estrogênio e cortisona. Já os custos deste produto podem variar de acordo com a marca da empresa fabricante. Por exemplo, existem embalagens de 50 cápsulas que custam cerca de 25 euros e embalagens de 45 cápsulas que podem custar cerca de 15 euros. Um pouco menos é o preço dos extratos em pó para o preparo de infusões. existem embalagens de 50 cápsulas que custam cerca de 25 euros e embalagens de 45 cápsulas que podem custar cerca de 15 euros. Um pouco menos é o preço dos extratos em pó para o preparo de infusões. existem embalagens de 50 cápsulas que custam cerca de 25 euros e embalagens de 45 cápsulas que podem custar cerca de 15 euros. Um pouco menos é o preço dos extratos em pó para o preparo de infusões.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Mira también
Cerrar