Dicas

Cultivo de fava

Cultivo de fava: quando e como

O cultivo da fava é muito difundido em nosso país. O período de semeadura leva em consideração o clima: nas regiões do norte é esperado o fim das geadas (final do inverno-início da primavera), enquanto nas regiões do sul e centro pode ser semeada em novembro para obter uma colheita na primavera. Em algumas áreas é preferível semear no final de julho para ter uma colheita de outono, garantindo à planta um solo ótimo em termos de umidade. O ciclo de produção é variável: de três meses para a semeadura na primavera a seis meses para a semeadura no outono. As plantas de fava são geralmente semeadas em fileiras duplas com cerca de 50-80 cm de distância, enterrando 2 ou 3 sementes em cada cova; desta forma, cada planta tem espaço para um correto desenvolvimento.

Quanto e como regar o feijão


Imediatamente após ter realizado a semeadura do feijão, é necessário proceder à irrigação, prestando atenção para garantir que a distribuição dos grãos seja mantida. A frequência da irrigação depende estritamente das condições climáticas. A fava pode resistir até mesmo a longos períodos de seca, mas para obter bons resultados é bom irrigar o solo com freqüência, principalmente se você mora em áreas de clima quente. O conselho é regar o feijão durante o período fresco do dia, de manhã cedo ou no final da tarde, evitando a estagnação da água. Um truque é não regar de cima, portanto não molhar as pontas da fava para evitar que a água pingue no solo, mas regar o solo diretamente.

O solo ideal para a fava e sua fertilização


O cultivo da fava não requer um solo particularmente fértil, pois é a própria planta que contribui para a sua fertilização nas safras posteriores. Portanto, o ideal é um solo parcialmente argiloso, de textura média, livre de estagnação e bem drenado que deve ser preparado antes da semeadura com o auxílio de uma enxada motorizada, a seguir nivelado com um ancinho e desprovido de ervas daninhas. A fava não necessita de fertilização à base de nitrogênio, pois as raízes da planta são dotadas desse elemento e, portanto, enriquecem o solo. Também é possível fertilizar o solo usando os caules das plantas bem picados e depois enterrados. No mínimo, se falta solo, podem ser usados ​​produtos específicos para um enriquecimento específico de sais minerais.

Exposição, doenças e possíveis remédios


Apesar de pouco exigente, a fava é particularmente intolerante tanto à geada como à seca, por isso o clima ideal é temperado. No período mais quente, o feijoeiro pode ser atacado por pulgões, amantes perfeitos dessa variedade de leguminosas, tanto que o pulgão preto é chamado de “pulgão do feijão preto”. Esses parasitas se acumulam na parte superior da planta e para eliminá-los o método mais adequado é retirar manualmente a parte superior do vegetal (essa prática é chamada de “cobertura”), intensificando também a frutificação ao mesmo tempo. Então, lembramos do tronco, um besouro que cava as sementes contidas nas vagens. Entre as doenças, a pior é o carvão da fava, espécie fúngica que, a longo prazo, pode causar a morte das raízes.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Mira también
Cerrar