Dicas

Como criar uma horta estética

Quando comecei a trabalhar na quinta, queria cultivar alimentos o mais rapidamente possível. Então montamos pilhas de compostagem, colocamos cercas, mudamos o solo, criamos uma horta e geralmente fizemos tudo o que era necessário para produzir alimentos rapidamente.

No entanto, nunca quisemos contentar-nos em ter apenas uma casa. Queríamos criar um santuário a partir dos intermináveis centros comerciais que parecem engolir cidades inteiras. Tentamos fazer um lugar que não só fosse auto-contido, mas também encantador e encantador.

Após quase cinco anos de planejamento e trabalho neste sonho, chegamos ao ponto em que nossos sistemas de auto-suficiência estão funcionando bem, e temos tempo para nos concentrar em tornar as coisas bonitas. Portanto, meu grande projeto para o outono e o inverno é modernizar nosso jardim muito funcional, mas nem sempre bonito, para que pareça mais uma horta ao estilo francês.

Ao desenvolver o meu plano e começar a implementá-lo, aprendi muito sobre jardinagem que quero partilhar com outros. Se você quer melhorar o seu jogo e está procurando por um bom design de jardim e uma excelente produção de alimentos, continue lendo. Esta posição é para si!

>


O que é uma horta?

>

Muitas pessoas pensam em uma horta como uma horta ornamental. Para mim, no entanto, é tanto um espaço para cultivar os sentidos, conectar-se com a natureza e criar arte quanto para produzir vegetais. Em outras palavras, uma horta é um lugar para cultivar alimentos para o prazer de fazê-lo e não apenas para a auto-suficiência.

Uma horta requer um pouco mais de planeamento do que um pomar típico. Também envolve mais criatividade do que as fileiras normais de legumes. Também pode exigir mais cuidados, pois os legumes e ervas cultivados numa horta podem ser um pouco mais difíceis do que os de uma horta normal.


Como criar uma horta

>

Tornar-se um horticultor significa melhorar as suas capacidades de jardinagem e tornar-se não só um bom jardineiro, mas também um designer, um artista e um horticultor. O primeiro passo para se tornar um jardineiro é desenvolver um plano de jardinagem.


Passo 1: Faça um plano

Como qualquer pomar, as hortas precisam de sol pleno, boa drenagem e excelente solo. No meu caso, estou a renovar um jardim já existente, por isso sei que é perfeito para um pomar. No entanto, se você está apenas começando, reserve um tempo para escolher o local ideal e preparar o solo.

1. planeie os seus meios

Com uma horta, você quer planejar seu jardim para a beleza e não apenas para a função. Isto significa que você quer pensar mais sobre seus caminhos, e criar um senso de direção para o seu jardim.

Você pode incluir ervas e flores perenes ao longo das passarelas. Você também pode usar padrões menos tradicionais, como uma mistura de camas quadradas e retangulares com fileiras. Considere também o uso de padrões circulares de bolo para torná-lo ainda mais interessante.

Seja qual for o formato escolhido, separe-o, torne-o interessante, mas também o faça fluir, para que você tenha vontade de dar um passeio no seu jardim.

2. incluir elementos de design artístico

>

Os elementos do design artístico são em grande parte o que distingue uma horta de cozinha de uma simples horta.

– Adição de estruturas fixas

Ao utilizar detalhes de design, tais como, treliças, cercas e árvores frutíferas decorativas para criar uma sensação de isolamento e privacidade, o seu jardim vai sentir-se mais como uma fuga. A integração de áreas de jardim em vaso, uma fonte ou uma agradável área de estar é também uma boa maneira de fazer do seu jardim um refúgio da azáfama do mundo exterior.

– Desenho com cor vegetal

A organização por flor, fruto ou cor da folha são também técnicas frequentemente utilizadas em uma horta. O agrupamento de todas as plantas roxas, tais como couve roxa, couve roxa e couve-flor roxa numa área e beterraba vermelha, acelga e folhas de alface noutra área acrescenta interesse visual.

– Faça do seu jardim uma tela

>

Brinque com a altura das plantas e a textura das folhas para criar cenas pictóricas na sua horta. Arbustos e plantas permanentes acrescentam elementos interessantes às plantas anuais, em constante mudança.

Por exemplo, a sálvia culinária, a lavanda Munstead e o absinto têm uma cor prateada semelhante. As plantas de absinto podem atingir uma altura de 1,5 a 2,5 metros. A sálvia culinária pode ter de 2 a 3 pés de altura e largura. Munstead é compacto e normalmente mede apenas um pé.

O absinto, com a sua altura e drama, torna-se um pano de fundo. Sábio, como uma planta de nível médio, fragmenta o espaço. Munstead como uma planta de fronteira, com flores violeta às vezes elétricas, atrai você e dá imediatismo. O uso de três níveis de plantas duplica a sensação de ter um horizonte, como se fosse pintado sobre uma tela.

A incorporação de cachos de alhos anuais, como os de coleira, que enviam escamas pouco antes da colheita, ou o endro de penas entre os seus sálvios pode dar um toque sazonal aos seus acasalamentos perenes. Com tempo quente, a adição de alguns pequenos pedaços de quiabo ou amaranto anual entre absintos cria variações surpreendentes. Os ramos de ervilha de neve também podem acrescentar interesse vertical no tempo frio.

– Thrillers, Fillers, and Spillers

>

Mesmo em suas camas anuais, usando o velho adágio “thriller, filler and spiller” pode aumentar o rendimento e a beleza. Use plantas verticais como o milho com suas bolotas quase como um thriller. Ou experimente uma variedade de pimentos grandes com formas e cores impressionantes. Depois use plantas de folha grande, como abóboras ou acelgas como enchimentos.

Opte por folhas verdes de baixo crescimento e resistentes ao calor como um aterro sanitário para preencher o primeiro plano. O espinafre da Nova Zelândia é um verde grande, de crescimento longo, de estação quente, que se espalha e se espalha para fora das suas camas. Algumas plantas de batata-doce bem colocadas, cultivadas pela sua verdura e não pelas suas raízes, também podem funcionar bem.

– Incluir flores

Nenhum poeta que se respeite estaria completo sem flores. Borragem, girassóis, nastúrcios e calêndulas são indispensáveis em uma horta.

3. Adicionando autenticidade

>

Vou só dizê-lo…

Não há espaço para plantas híbridas em um jardim de vasos. Os híbridos são excelentes para culturas de produção, porque é para isso que foram concebidos. Um jardim em vaso, por outro lado, tem tudo a ver com mostrar as suas habilidades de jardinagem e experimentar coisas novas para manter a jardinagem excitante.

As sementes das relíquias são história viva. Eles viajam através do tempo, reagindo aos diferentes ambientes em que estão plantados, e são modificados pelo seu ambiente. Plantar sementes antes da agricultura industrial liga-o a um passado autêntico, baseado em mais do que lucro e produtividade.

– Celebrating Heritage History

Embora eu não ache que seja o suficiente para comprar sementes históricas. Eu acho que você também precisa aprender sobre a história de suas plantas e ser apaixonado por preservar sua orgulhosa herança.

Ao planejar suas plantações, descubra os detalhes de onde essas sementes foram descobertas, como elas foram trazidas para o seu país e o que as torna únicas. Quando colocar os rótulos no seu jardim, não diga apenas “ervilhas”, mas “Carouby De Maussane Snow Peas”. Em seguida, esteja ciente de que esta semente vem do sul da França para Maussane e remonta ao século XIX.

– Abraçando a Diversidade Cultural

As sementes são também uma celebração da diversidade cultural. A transferência de sementes de uma cultura para outra é a globalização no seu melhor momento na história.

O milho vem do México e tem uma história de 7.000 anos. Os Celtas começaram a cultivar couve em 1000 AC. Saladas, como legumes cortados cobertos com molho, vieram até nós dos romanos e dos antigos gregos.

Você poderia dar a volta ao mundo com a sua plantação de batatas. Planeie as suas camas por país ou região de origem. Ou leve um relógio de jardim ao redor do mundo cheio dos alimentos mais excitantes do planeta.

Lembre-se que as regiões têm climas diferentes. Portanto, embora seja bom querer cultivar relíquias siberianas, elas podem não funcionar tão bem em um jardim quente de verão. No entanto, algumas variedades, como a couve anã siberiana, poderiam funcionar bem se começassem no início da primavera ou no final do verão.

– Usando antiguidades

Outra forma de acrescentar autenticidade histórica à sua horta é utilizar objectos antigos para decoração. Carrinhos de mão recuperados, pás, tijolos e outros objectos decorativos podem dar a um novo jardim o encanto do mundo antigo.

Por outro lado, a restauração e a jardinagem com ferramentas antigas pode dar a impressão de que a jardinagem é uma viagem para tempos mais calmos. Com algumas boas descobertas da feira da ladra, você pode ter sua própria máquina do tempo do seu próprio jardim!

4. Tornar-se exótico

>

Uma horta deve ter coisas que não se podem comprar na mercearia da esquina ou que custam uma fortuna para comprar. Quer sejam as pimentas Gochu que dão estilo a todos os pratos asiáticos, o cardo que se agarra aos pickles e anima o prato, ou os estames de flor de açafrão para apimentar o caule, o exotismo é a ordem do dia!

Em climas frios, também é interessante cultivar alguns alimentos marginais em vasos que são transportados dentro de casa para o inverno. Um limoeiro Meyer ou limoeiro pode trazer para fora uma horta do norte com uma cor tropical. Em climas quentes, começar a plantar dentro de casa e transplantar plantas maduras de climas frios precocemente pode adicionar excitação precoce a um jardim que é na sua maioria de clima quente.


Passo 2: Desenhe seu design

Uma vez que você tenha seu plano no papel, o próximo passo é implementá-lo no terreno. Eu sou um grande defensor de fazer um modelo em tamanho real onde você planeja cavar antes mesmo de abrir o chão. Banners de aniversário, fita ou fio para bolas, assim como um punhado de estacas ou postes de jardim podem ser usados para fazer o seu modelo.

– Experimente

No meu primeiro jardim, eu não fiz um modelo. Como resultado, tornei alguns dos meus caminhos demasiado estreitos para o meu carrinho de mão entrar. Isto significava que eu tinha de usar baldes para fazer todas as minhas emendas como fertilizante.

Se eu tivesse feito um modelo, eu teria percebido que ter caminhos com menos de dois metros de comprimento torna mais difícil entrar e sair com ferramentas manuais e emendas no solo. Andar por um espaço, com planos em mãos, é uma parte essencial de ser um designer, não apenas um jardineiro.

Se você planeja usar detalhes decorativos como um mirante sobre um caminho, prenda escadas de bambu ou postes para ajudá-lo a visualizar seus elementos de design mais importantes. Use a sua enxada para desenhar círculos com as raízes das suas perenes para ver se lhes deu espaço suficiente para crescerem até ao tamanho máximo.

– Antecipação de desafios

Pense nos padrões de sol e sombra. Certifique-se de que não fornece grandes plantas ou estruturas para sombrear plantas que não podem tolerar isso.

Imagina que as tuas chuvas mais fortes correm pelas tuas estradas. Considere o vento na crista da colina, atrás da sua nova área de jardim. Como é que o seu design se adapta às condições do terreno?

Quanto mais real for o seu modelo, melhores serão os resultados quando iniciar a sua horta. É hora de fazer algumas correções, antes de colocar sua cerca e lançar sombras de produção duvidosa sobre seu espinafre amante do sol.


Passo 3: Trabalhe no seu plano

>

Agora que você tem um plano de trabalho em andamento, tudo o que você tem que fazer é implementá-lo. Organiza-te para implementar o teu plano. Qualquer coisa que precise de ser instalada no subsolo, como canalizações, melhorias eléctricas ou de drenagem (se fizerem parte do seu plano) deve vir primeiro. Então trabalha da maneira que faz mais sentido para ti.

– Ordem lógica

Para um novo jardim, gosto de preparar os meus canteiros e colocar os grandes elementos decorativos antes de instalar a minha cerca. Desta forma, não tenho de abrir e fechar portões ou contornar obstáculos. Uma vez que meus canteiros estejam no lugar, eu acrescentarei a cerca antes de começar a plantar para proteger as plantas das pragas do jardim (como minhas próprias galinhas).

– Requisitos específicos do solo

Para uma horta, você pode ter diferentes requisitos de solo para os diferentes tipos de plantas que você optar por incluir. As suas ervas mediterrânicas podem precisar de solo mais drenante e rochoso do que os seus jardins de raiz. Portanto, como parte do seu plano, certifique-se de preparar o solo para o que você vai plantar em cada local.

– Comece a semear cedo

>

Além disso, se você planeja propagar suas próprias plantas, comece com suas sementes, deposite suas plantas existentes ou enraíze suas estacas o mais rápido possível. Assim, estará pronto para encher o seu jardim com vasos na primavera.


Passo 4: Mantenha sua Horta

Como uma horta é tão decorativa quanto produtiva, o verdadeiro desafio vem quando é preciso mantê-la.

– Preparação da sucessão da planta

Para legumes que você colhe inteiros como cabeças de repolho, você pode substituí-los por algo completamente diferente. Ter os enxertos prontos para serem colocados nas suas camas na altura da colheita irá evitar que os espaços apareçam nus.

Para legumes que são colhidos continuamente, como as alfaces decíduas, é essencial manter o ritmo de colheita e de iniciação das sementes. A superlotação para preencher parcelas nuas permite que as áreas sejam preenchidas rapidamente. Ligeiramente mais tarde do que num jardim tradicional.

Colhendo apenas o que você precisa, quando você precisa, e transplantando ou semeando conforme você vai, você evita que as camas fiquem vazias. Por exemplo, em vez de colher todas as beterrabas ao mesmo tempo, primeiro retire as beterrabas grandes e coloque os enxertos. Depois, à medida que estes transplantes aumentam de tamanho, colha o resto das suas beterrabas.

– Mantenha-o coberto

O solo composto ou coberto de palha é esteticamente mais agradável do que o solo descoberto. Manter um fornecimento destes itens à mão para cobrir as sementes e manter a fertilidade irá tornar o seu jardim mais atraente durante o plantio.

O uso de coberturas decorativas em plantas de grande porte, ou melhor, em armações frias, também pode tornar os seus canteiros de jardim interessantes, mesmo antes das sementes serem semeadas.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *