Plantas

Bryonia cretica ssp. dioica, uma planta venenosa que vale…

Bryonia cretica ssp. dioica (anteriormente conhecida como Bryonia dioica) é também conhecida como nabo do diabo . Pertence à família Cucurbitaceae, sendo nativa do sul e oeste da Europa.

Bryonia vem do grego “Bryo-bryein” que significa crescer ou desenvolver, o que se refere à abundância de caules que a planta desenvolve.

Enquanto de Cretica é derivado do latim “Créticus” que se refere à origem cretense da planta.

Características da Bryonia cretica ssp. dioica

Planta herbácea anual que pode atingir 2 m de altura. Tem uma haste quadrangular com pêlos.

As folhas são perseguidas, palmáceas, auriculadas na base do aspecto das folhas da videira, verdes escuras por cima e esbranquiçadas por baixo devido aos pêlos.

As gavinhas são simples, de cor verde e podem crescer até cerca de 15 cm. Graças a isto, a fábrica está ligada ao suporte.

As flores são tanto femininas como masculinas. As flores masculinas estão dispostas em cachos enquanto as femininas estão dispostas em corymbs.

Tem cinco pétalas brancas fundidas com linhas lilás e um fundo verde. As fêmeas têm um estilo central e os machos têm 5 estames.

O fruto é esférico, de cor verde, depois torna-se avermelhado quando maduro.

As sementes são castanhas, ameixa e granulosas.

Cuidados da Bryonia cretica ssp. dioica

É um espécime que se encontra em clareiras florestais, áreas ásperas e arbustos escassos com alguma humidade.

Na jardinagem, não é usado a menos que seja um espaço verde nativo com alguns espécimes.

Deve estar em pleno sol ou à sombra.

Quanto ao solo, ele cresce naqueles que são profundos e frescos.

A rega deve ser moderada com um nível constante de humidade. Embora não tolere a saturação da água, deve ser bem drenada.

É uma espécie resistente a ataques de pragas, mas pode ser afetada por fungos.

É espalhada por semente no final do inverno ou por divisão no início da primavera.

É uma planta venenosa, especialmente as suas bagas. É por isso que tem aplicações farmacológicas e o seu uso é perigoso.

Imagens cortesia de : Miguel Angel Masegosa, Miguel Angel M…

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *