Dicas

Zinnia

Zinnia

Zinnia é uma planta herbácea anual ou perene que pertence à família Asteraceae, uma família que inclui cerca de 20.000 espécies e é o maior grupo de plantas com flores entre as existentes na natureza. O gênero Zinnia inclui cerca de vinte espécies que se originaram nas áreas do México e da América Central. O seu cultivo, hoje em dia, também é muito difundido na Itália, onde é utilizado para a confecção de sebes, canteiros e cercados ou é cultivado em vasos para decorar varandas e terraços. As zínias são espessas e suas hastes são eretas e ramificadas. Dependendo da espécie a que pertencem, as Zinnias atingem alturas que variam de 30 a 150 centímetros. As folhas podem ter formato oval ou lanceolado, estão dispostas opostas no caule, têm uma cor verde mas não muito escura e são ásperos ao toque. As flores, reunidas em botões, podem ser simples ou duplas e ter diferentes formas e cores. Geralmente, as cores vão dos tons de branco ao amarelo, laranja, vermelho e roxo. As flores destas plantas são muito parecidas com as margaridas, mas têm a particularidade de não emitirem perfume.

Cultivo


As zínias são plantas de fácil cultivo, aliás, adaptam-se facilmente a qualquer tipo de solo que utilizamos para cultivo. Para um excelente desenvolvimento, no entanto, é aconselhável usar um solo macio e bem drenado, rico em substâncias orgânicas essenciais para a nutrição das plantas. Obviamente, essas são as condições, se cultivarmos as plantas em campo aberto. Se, por outro lado, cultivamos nossas mudas em vasos, é aconselhável adicionar turfa e areia ao solo para garantir um bom escoamento da água. Quanto à exposição, as Zínias são plantas que gostam de ser expostas à luz direta do sol, mas, apesar disso, também toleram áreas de sombra parcial. São plantas que toleram bem altas temperaturas, mas não resistem ao frio, aliás, eles devem ser colocados em locais bem iluminados, mas longe de correntes de ar e mudanças de temperatura. Esses tipos de plantas não precisam de muita rega também porque podem resistir a curtos períodos de seca. O conselho é regá-los regularmente com água à temperatura ambiente, evitando a formação de estagnações de água prejudiciais à planta. Lembre-se de que o solo deve estar seco entre uma rega e a seguinte.

Reprodução e plantio

A reprodução dessas plantas se dá por semente e a semeadura deve ser realizada de fevereiro a março. As sementes devem ser colocadas em qualquer recipiente com terra e areia em seu interior e o recipiente deve ser coberto, para proteção, com uma folha de plástico. Posteriormente, o recipiente deve ser colocado em local abrigado com temperaturas em torno de 18 ° C. Depois de algumas semanas, quando as sementes soltam os primeiros brotos, o pano pode ser removido e a luz gradualmente aumentada. Depois de fortalecidas, as novas plantas podem ser plantadas. O plantio deve ocorrer entre abril e maio. A muda deve ser colocada em um buraco cavado com cerca de duas vezes o comprimento das raízes em profundidade. Feito isso, o buraco, deve ser coberto com terra e o solo regado. Já o repoteamento deve ser feito na primavera, quando o vaso ficou pequeno para abrigar a planta. Para a escolha do novo vaso, é aconselhável utilizar um vaso apenas ligeiramente maior que o anterior, de forma a favorecer um correto desenvolvimento tanto das raízes como do resto da planta.

Outros tratamentos

As zínias não requerem podas especiais, as únicas partes a serem removidas são as folhas secas, flores murchas e partes danificadas da planta. Pode ser feita uma pequena poda para estimular a produção de novas flores, deve-se fazer a cobertura. Os cortes feitos devem ser feitos com tesouras e facas afiadas que são limpas e desinfetadas antes e depois do uso para não infectar e danificar a planta. Um cuidado que essas plantas precisam é a fertilização periódica por meio de fertilizantes líquidos para que as plantas com flores sejam diluídas na água usada para regar. O fertilizante deve ser administrado a cada 20 dias e deve conter nitrogênio, fósforo e potássio. Esses três elementos irão garantir flores abundantes e cores brilhantes e vibrantes. Como a maioria das plantas, estes também trazem o risco de doenças e ataques de parasitas. A zínia costuma ser afetada pelo oídio, uma doença causada por um fungo que leva à formação de manchas esbranquiçadas nas folhas. Um parasita que afeta essas plantas são os percevejos que causam a queda das folhas e flores. O remédio, no primeiro caso, é usar um fungicida específico enquanto, no segundo, usamos um inseticida específico.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Mira también
Cerrar