Dicas

Zamioculcas

Origens e principais características das zamioculcas

Zamioculcas é uma planta tropical perene pertencente à família Araceae e nativa da Tanzânia. É geralmente utilizada como planta de interior, pois é extremamente simples de cultivar e, sobretudo, porque se adapta a qualquer tipo de ambiente e condição climática. As zamioculcas são adornadas com numerosas folhas verdes brilhantes, geralmente grandes. Ao longo do ano, a planta produz inflorescências, comparáveis ​​aos copos-de-leite, que aparecem de cor amarelada. O crescimento da planta é bastante lento e pára quando atinge uma altura entre 60 e 70 cm se o cultivo for feito em apartamento, enquanto se estende até três metros no caso de crescimento em estado selvagem.

Exposição e rega das zamioculcas domésticas


A zamioculcas é uma planta, como já mencionamos, capaz de se adaptar bem a qualquer tipo de clima. Por isso não requer uma exposição particular, garantindo um bom crescimento tanto se colocado ao sol como se colocado à sombra. No entanto, é preferível evitar a luz solar direta, que pode danificar as folhas e secar rapidamente o solo. As temperaturas ideais para o pleno desenvolvimento da planta estão entre 15 e 30 graus. As zamioculcas não precisam de irrigação constante para crescer e se manter. A quantidade de água a ser dada à planta deve ser baseada na exposição: se a planta vive em ambientes muito claros precisa de mais rega, caso contrário apenas certifique-se de que o solo está bem umedecido.

Poda, fertilização e replantio das zamioculcas


As zamioculcas não requerem nenhum tipo de intervenção relacionada à poda. Para o correto crescimento da planta, é necessário limitar-se à eliminação das partes secas ou danificadas. A fertilização, ao contrário da poda, é uma operação que deve ser realizada periodicamente, de preferência mensalmente, principalmente nos períodos de maior calor. O fertilizante mais adequado é o líquido, para ser aplicado exclusivamente no solo, evitando que entre em contato com as raízes ou folhas. O repoteamento das zamioculcas deve ser feito a cada dois anos, de preferência na primavera. Antes de continuar, é recomendável certificar-se de que o vaso usado anteriormente ainda é capaz de abrigar a planta. Se não, compre um pote maior.

Zamioculcas: Métodos de multiplicação das zamioculcas


As zamioculcas podem ser multiplicadas de várias maneiras, sendo a mais rápida delas o uso de lâmpadas. Como a planta é composta por um bom número de bulbos, basta retirar alguns deles, tomando cuidado para não danificar a planta, evitando o uso de metais ou ferramentas pontiagudas. Depois de colhidos, os bulbos devem ser inseridos em vasos únicos, preferencialmente dispostos quatro tubérculos para cada vaso.Outro método de reprodução da planta é o corte das folhas. Nesse caso, basta pegar algumas folhas e enterrá-las verticalmente em um vaso contendo areia e turfa. Por meio de regas constantes, em poucos meses as folhas vão produzir bulbos, que posteriormente darão origem a novas plantas.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Mira también
Cerrar