Dicas

Poda de hortênsia

Poda

O termo poda se refere a todas as intervenções feitas em uma planta para modificar sua ramificação ou a forma como ela frutifica. Muitas vezes, e erroneamente, tendemos a comparar a poda de uma planta a uma espécie de novo corte de cabelo. Se focarmos no lado puramente estético, a comparação também pode ser apropriada, na verdade é uma mudança no “cabelo” da planta. Porém, o que não deve ser subestimado é que, embora mudemos nosso penteado principalmente por uma questão estética e, portanto, o corte do cabelo não prejudique nosso bem-estar, pois a poda de plantas não é apenas um fator estético. A poda, na maioria dos casos, é usada para tratar o mal-estar das plantas.

Muitos tipos de poda


Para ficarmos no assunto de cabelo, podemos dizer que nem todo mundo é adequado para o mesmo corte de cabelo. A mesma regra se aplica à poda: o mesmo tipo de poda não pode ser aplicado a todas as plantas. Antes de se armar com uma tesoura e serra, é bom tentar entender o que a planta que está diante de nós precisa. A primeira coisa a fazer é identificar em que estado de crescimento está a planta, ou seja, se ainda está em desenvolvimento ou se já se estabilizou. Em segundo lugar, é necessário verificar o estado vegetativo da planta: se está sã ou se as suas condições de saúde não são as ideais. Uma vez identificados esses dois parâmetros, é possível entender como intervir. No caso de uma planta em fase de crescimento, é possível intervir com uma poda de treino, ou seja, para corrigir defeitos estruturais, como um cabelo assimétrico. Existe também uma poda desbaste, útil em caso de ramificação excessiva ou na presença de ramos secos ou doentes. Também pode haver uma poda de contenção se a planta tiver crescido mais do que deveria.

Poda de hortênsia


Há casos em que a poda deve ser uma constante essencial no desenvolvimento da planta. Na verdade, certas plantas ou arbustos requerem podas periódicas para se desenvolverem adequadamente. É o caso da hortênsia, um arbusto que possui um conjunto de muitas pequenas flores que formam uma espécie de balão colorido. Pois bem, para garantir uma floração constante ao longo dos anos, a poda torna-se imprescindível. A hortênsia tende a se ramificar muito e tendo folhas de dimensões bastante grandes com o passar do tempo a luz e o ar podem ter dificuldade de penetrar entre os galhos muito densos. Para superar este inconveniente é necessário intervir com a poda. Antes de fazer isso, no entanto, é necessário ler bem esta planta para evitar causar danos.

Hortênsias de poda: Hortênsias de poda: como fazer


Se é verdade que a poda pode ser essencial para o bem-estar de uma planta, também é verdade que uma poda mal feita ou na época errada pode trazer mais prejuízos do que benefícios. No caso da hortênsia, por exemplo, é necessário intervir no final do inverno, quando os primeiros botões já florescem. É importante podar apenas os ramos que já atingiram um determinado comprimento e que se desenvolvem de forma inadequada, estão torcidos sobre si próprios, por exemplo. É bom também proceder à eliminação apenas dos ramos mais antigos para comprometer a floração da planta, a hortênsia de facto cria as suas flores nos ramos do ano anterior, se forem podadas corre-se o risco de impedir a floração.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *