Dicas

Junípero bonsai

Características e espécies de zimbro bonsai

O zimbro é um dos três mais utilizados para a criação de bonsai. De facto, a maioria dos grandes mestres japoneses apresentam as suas criações artísticas com exemplares desta planta, pois permite obter estruturas espectaculares e sempre originais. Os resultados estéticos do bonsai de zimbrosão difíceis de obter com outras essências. Além disso, a árvore é muito resistente ao calor seco e ao frio congelante, bem como às diversas operações exigidas pelo cultivo. A espécie tradicionalmente usada para este tipo de bonsai é o zimbro chinês, Juniperus chinensins, mas também existem outras como J. communis, J. squamata, J. rigida, J. sargentii e J. sabina. O zimbro jovem tem folhas parecidas com agulhas, enquanto na planta adulta elas são grandes. Sua cor é variável e pode ser verde, verde claro, azul metálico e às vezes pode haver tons dourados ou prateados.


O zimbro não deve ser colocado dentro de casa, mas ao ar livre, como com todas as outras coníferas, incluindo o pinheiro, o pinheiro e o cedro. Dessa forma, durante a noite, o orvalho pode molhar a copa da árvore, que precisa de umidade. Porém, se a planta estiver dentro de casa, é necessário borrifá-la com água. Também é muito importante que o bonsai tenha luz e ventilação suficientes. Na primavera, quando surgem novas folhas, a árvore deve ser mantida a pleno sol, para obter galhos fortes, folhas pequenas e aparência compacta. No verão deve ser colocado em local semi-sombreado ou ao sol, mas com o vaso coberto, para não aquecer demais as raízes, que podem sofrer bloqueio de funções e apodrecimento. No outono, o bonsai ainda fica exposto ao sol. No inverno vai ficar em aberto porque não tem medo do frio. Porém, nas regiões do norte, será bom proteger a panela das geadas.

Irrigação, poda e pinçamento do bonsai de zimbro


A irrigação do zimbro é feita quando o suporte parece seco, com regador com orifícios finos, repetindo a ação 2-3 vezes após alguns minutos, para garantir que o solo esteja totalmente umedecido. Como alternativa à pulverização, pode-se usar um pires com cascalho úmido. A poda é realizada no inverno, durante a fase de estase vegetativa, com cortador côncavo. Cortes excessivos devem ser evitados porque enfraquecem a planta e causam o crescimento de folhas desagradáveis ​​em forma de agulha. É necessário eliminar todos os ramos verticais, cruzados e internos. Após a poda é necessário temperar com pasta cicatrizante. A operação de grampeamento é usada para manter o estilo do bonsai e é feita com as mãos, pois os cortes produzem feridas acastanhadas esteticamente feias.

Junípero bonsai: Repotting e fertilização do zimbro bonsai


O repoteamento do bonsai de zimbro é feito a cada 3-4 anos, com muito cuidado, pois possui raízes frágeis. O período mais adequado é de novembro a março. As raízes terão que ser reduzidas em cerca de 30%, retirando as maiores e deixando as finas, que só precisam ser encurtadas. A operação deve ser realizada em um curto espaço de tempo, na ausência de vento e em ambiente fresco, para evitar o ressecamento das raízes capilares. Só se repotam espécimes saudáveis, para serem bem cuidados, protegendo o vaso em caso de invernos muito frios e nebulizando água e vitaminas B, todas as semanas durante um mês. A fertilização deve ser regular entre março e junho e entre meados de agosto e meados de outubro. É bom usar produtos de liberação gradual. Para obter a estrutura de bonsai desejada, um fio específico de alumínio ou cobre é usado,

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Mira también
Cerrar