Dicas

Ficus exotica

Ficus exotica

Na natureza existem muitas variedades de ficus, mas, entre todas, a mais difundida é a de Ficus exotica. Esta ficus, nas áreas onde se originou, é conhecida por ser utilizada por todos para fins ornamentais e decorativos. Isso deriva do fato de que Ficus exotica representa a ficus mais elegante. As principais características destes tipos de plantas são representadas pelas folhas muito brilhantes e compostas por nervuras bastante escuras. Essa característica é precisamente o que diferencia a ficus exotica de todas as outras inúmeras variedades da espécie. Dadas suas origens tropicais, essas plantas precisam crescer em ambientes fechados, onde o clima é quente e úmido. Recomenda-se nunca expô-lo em locais onde as temperaturas caem abaixo de 10 ° C.

Cultivo

Como acabamos de escrever nas linhas anteriores, Ficus exotica costuma desenvolver-se com temperaturas tropicais e, portanto, bastante quentes, não tolera temperaturas muito baixas, pelo contrário, resiste sem problemas a temperaturas superiores a 30 ° C. O solo a ser utilizado para essas plantas deve ser bem drenado, macio e um pouco ácido. É importante saber que essas plantas não gostam da formação de estagnação de água. Para o evitar é aconselhável colocar pedaços de terracota por baixo da jarra, para permitir a passagem da água. Já o repoteamento deve ser feito na primavera. A ficus exotica deve ser replantada somente quando o recipiente em que a planta é colocada torna-se muito pequeno para ela e suas raízes.

Doenças e parasitas

Ficus exotica pode ser atacado por alguns parasitas, incluindo cochonilhas e ácaros. Esses insetos são perigosos para as plantas, pois tendem a sugar a seiva e, conseqüentemente, enfraquecer nossa planta. Outra característica desses parasitas é concentrar-se nas folhas e depositar sobre elas uma substância semelhante ao mel. Esta substância ligeiramente açucarada favorece o desenvolvimento de bolores e doenças fúngicas, razão pela qual os ácaros e as cochonilhas são perigosos para a ficus. Os danos que podem causar a presença de bolores e fungos podem, em alguns casos, ser irreparáveis. Para eliminar efetivamente a presença desses pequenos insetos irritantes, poderíamos usar inseticidas. Alguns tratamentos também são úteis na prevenção desses tipos de ataques.

Assista o vídeo

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.