Dicas

Composter

Compostor vertical

A reciclagem de resíduos verdes e de cozinha é possível de forma econômica e simples, sem ter que recorrer aos serviços de descarte, graças à instalação de um compostor dentro do seu jardim. A geração do composto é um processo simples, que não requer intervenções especiais, a não ser as de controle periódico e atenção à qualidade do material inserido na estrutura. Em particular, o compostor vertical é aquele que envolve menos intervenções por parte do usuário, que se limitará a inserir resíduos de vez em quando. A estrutura vertical favorece, de facto, a estratificação correcta dos resíduos verdes ou culinários inseridos, permitindo a filtragem do ar e da luz nos diferentes níveis, para acelerar o processo de decomposição dos materiais. A abertura superior permite a inserção dos resíduos, enquanto a abertura inferior permite a extração do composto ora gerado. Compostores podem ser feitos de madeira, plástico ou metal; no primeiro caso o material, por ser natural e sujeito a rápida decomposição, será cuidadosamente tratado de forma a garantir a máxima durabilidade e resistência. Os compostores verticais são ideais para quem tem pouco espaço disponível, podendo também ser colocados em terraços e varandas, dependendo do tamanho da própria estrutura. será tratado com cuidado para garantir a máxima durabilidade e resistência. Os compostores verticais são ideais para quem tem pouco espaço disponível, podendo também ser colocados em terraços e varandas, dependendo do tamanho da própria estrutura. será tratado com cuidado para garantir a máxima durabilidade e resistência. Os compostores verticais são ideais para quem tem pouco espaço disponível, podendo também ser colocados em terraços e varandas, dependendo do tamanho da própria estrutura.

Poça de compostagem


Para quem tem um espaço verde para explorar, a compostagem vertical não é a única solução possível. Uma alternativa válida são os potes de compostagem, a serem colocados no interior do solo de forma a torná-los totalmente invisíveis. Desta forma, será possível evitar qualquer risco de imperfeições no espaço verde, bem como a propagação de maus cheiros perto da casa. A caixa de compostagem permite-lhe evitar qualquer tipo de problema ou dificuldade estética, ao mesmo tempo que cria um local abrigado e funcional para eliminar os seus resíduos verdes. A compostagem, por outro lado, requer um pouco mais de atenção do que a compostora vertical: por não garantir a passagem do ar e a correta filtragem da luz solar nas diferentes camadas, será necessário virar as camadas de forma a ressaltar, de vez em quando, as já compostadas, favorecendo a decomposição do novo material. O risco é que a água se deposite no fundo e crie um ambiente excessivamente úmido: também neste caso, mover o composto periodicamente é uma solução, juntamente com a avaliação da mistura certa de resíduos secos e úmidos a serem inseridos para criar um composto de qualidade .e capaz de fertilizar melhor o jardim.

O composto


O composto possui um alto valor ecológico porque permite obter dois resultados preciosos ao mesmo tempo: por um lado, o lixo orgânico é descartado a custo zero, eliminando custos de transporte e disposição em centros especiais; por outro lado, favorece a utilização, sempre gratuita, de um excelente fertilizante para o jardim, totalmente saudável e natural. A qualidade do composto obtido, no entanto, depende muito do tipo de resíduo e sua combinação: nem todos os resíduos orgânicos são adequados para uso. Em particular, os resíduos verdes podem ser usados ​​em grandes quantidades, enquanto mais atenção deve ser dada aos resíduos orgânicos da cozinha, em particular se restos de alimentos cozidos: neste caso, as percentagens devem ser reduzidas para manter uma boa qualidade do composto produzido.

A compra


Os compostores podem ser adquiridos em qualquer centro dedicado ao bricolage e à jardinagem: a seleção deve ter em consideração as características do espaço onde será colocada a estrutura. A primeira grande distinção é entre compostores verticais ou potes de compostagem: os primeiros serão capazes de aproveitar ao máximo os menores espaços, os segundos garantirão, em face de alguma atenção extra, uma camuflagem perfeita em benefício da estética e riscos reduzidos de difusão de maus cheiros, mesmo que um compostor vertical de qualidade seja capaz de resolver o problema com a mesma eficácia. As dimensões do compostor devem ser escolhidas não apenas com base nas características do espaço, mas também levando em consideração a quantidade de composto necessária e a quantidade de resíduos que você acha que terá de compostar, para uma compra proporcional ao uso real. Quanto aos potes de compostagem, é possível realizar de forma autônoma os trabalhos de inserção no solo ou solicitar a intervenção de trabalhadores indicados pela empresa revendedora, para ter a máxima segurança de um trabalho executado com engenho e a garantia de um compostor pronto para usar em um tempo muito curto.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.