Dicas

Nove ideias básicas Sair da Crise para

Do ponto de vista da economia, chamamos de crise o estado em que se segue a trajetória de queda do ciclo econômico ou estamos em um processo econômico recessivo.

Uma vez que as variáveis ​​econômicas piorem, o estado de bem-estar da população seja alterado, como vemos hoje, a crise econômica tende a se transformar em uma crise social.

Quando passamos da crise econômica para a crise social, o estado de desânimo generalizado é tal que, mesmo que a economia tente subir e as variáveis ​​melhorem, o pessimismo generalizado é um entrave à recuperação geral. Por isso, é importante não cair nesse estado generalizado de medo, desânimo ou incerteza que alguns insistem em perpetuar.

 

Grandes negócios começam em tempos de crise, com pessoas que têm grandes esperanças para si mesmas.

Coisas que podem ser úteis:

1.- Não caia na armadilha da dívida.

Se você planeja fazer grandes investimentos para expandir sua operação, melhore-a ou adquira ativos e, se julgar necessário, procure encontrar fontes alternativas de financiamento aos bancos comerciais.

Em tempos em que as taxas de juros estão baixas, os diferenciais das taxas de juros aumentam ou as condições de concessão de empréstimos são “leoninas”, então, em alguns anos, quando a economia se recuperar e as taxas de juros tenderem a subir, As somas de dinheiro que você tem que enfrentar vão aumentar consideravelmente e isso condicionará substancialmente o seu crescimento como produtor, pois seus gastos fixos aumentarão e isso comprometerá a sustentabilidade da sua exploração se seus lucros não aumentarem proporcionalmente.

2.- Poupança.

Não se deixe levar pela alegria do descanso, se este começar a voltar, o que tem de ser feito mais cedo ou mais tarde, não se deixe levar por gastos desnecessários e supérfluos. Economize o necessário para poder enfrentar qualquer imprevisto na atividade da sua fazenda, bem como para investir em melhorias ou inovações no futuro.

3.- Pesquisa.

Uma forma de lidar com a crise é ser o primeiro a inovar. Para isso, você deve investigar que tipo de produtos, métodos de cultivo, formas de rotação de pastagens ou novas tecnologias você pode incorporar em sua fazenda, a fim de economizar no consumo de água, fertilizantes ou ração animal. Viajar e conhecer agricultores e pecuaristas de outros países ou regiões, a troca de informações costuma ser muito produtiva. Agora é um bom momento para treinar, devido à variedade e ao preço dos cursos.

4.- Diversificação.

Tente diversificar a atividade. Nunca invista todo o seu capital em uma monocultura ou em uma única atividade, tente diversificar. Assim você diversificará os riscos de perder tudo antes de qualquer imprevisto que surja.

Diversifique o seu mercado, procure se apoiar nos outros e na experiência deles para colaborar juntos para atingir todos os consumidores possíveis.

5.- A tecnologia não é “o inimigo”.

A tecnologia atual permite que você entre em contato com qualquer cliente potencial em qualquer lugar do mundo ou compare as informações com outros produtores.

Tente obter posições relevantes na web.

Não abandone o “boca a boca” também, essa maneira rápida e segura de ganhar mercado é essencial para o dia a dia, mas para isso sua reputação como produtor ou fornecedor deve ser impecável. Este link para 6.

6.- Ganhe o essencial.

Não tente ganhar mais do que o necessário para viver e manter sua fazenda em condições mais do que ideais. Uma fazenda com lucro “zero” é uma fazenda lucrativa. (Lucro zero = renda – todas as despesas (incluindo sua remuneração))

Sempre haverá pessoas que podem oferecer produtos de qualidade igual ou superior ao seu e pode ser que, se você aumentar demais sua margem de lucro intencionalmente, você perderá clientes.

Depois de perder consumidores, é muito mais difícil reconquistá-los do que fazer novos.

7.- Procure usos alternativos da terra.

Você provavelmente tem terra suficiente para alugar pequenas parcelas para aqueles interessados ​​em plantar suas próprias safras, especialmente se você possui terras perto de grandes centros populacionais. Além disso, você pode organizar cursos de treinamento, intercâmbios de treinamento com outros produtores, práticas de treinamento com universidades ou centros educacionais em outros países, visitas a escolas, centros de terceira idade, etc. Divulgue sua produção, sua atividade e seus produtos com atividades gratuitas.

Além disso, você pode combinar seu cultivo com árvores para obter madeira, ou árvores frutíferas, plantas medicinais ou mudas para venda a viveiros ou indivíduos.

8.- Uso de ferramentas.

Aproveite a crise para se livrar de ferramentas desnecessárias e ganhe dinheiro com isso. Ou compartilhe seu uso com outras pessoas que possuem ferramentas que você não possui. Então, vocês dois se beneficiam.

9.- Não invista em coisas complicadas.

Não invista em coisas que você não entende. Para sair rapidamente da crise, não complique as coisas. Não invista em coisas financeiras que você não entende ou atividades produtivas que são difíceis de implementar. As crises são oportunidades de crescimento para aqueles que inovam, mas é mais rápido lucrar inovando em coisas simples do que em coisas que levam anos para se desenvolver. Não se deixe levar por promessas de ajuda financeira, etc. Invista no negócio que você cria e para o tipo de negócio para o qual está preparado.

Escrito por José G. Fraile

. . .


Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Mira también
Cerrar