Dicas

Mimosa pudica

O que é mimosa pudica e quando irrigar

Mimosa pudica é a única espécie deste gênero cultivada em ambientes internos. Embora aparentada com a mimosa comum, muito apreciada por suas flores amarelas e perfumadas, essa variedade é um tipo de planta muito diferente. A Mimosa que se costuma comprar em floristas, na verdade, pertence a um gênero diferente, o das Acácias. A Mimosa pudica, por outro lado, assemelha-se a ela apenas na forma das folhas e flores. Quanto à irrigação, você precisa molhar apenas o suficiente para umedecer a mistura, mas deixe a superfície do solo secar antes de regar novamente. Essas plantas prosperam em temperaturas ambientes normais durante todo o ano. Além disso, como a Mimosa pudica precisa de muita umidade, é aconselhável colocar os potes sobre camadas de cascalho úmido. As plantas não toleram o ar viciado e sofrem em ambientes onde há persistência de fumaça.

Características da mimosa pudica


Como planta doméstica, a Mimosa pudica é valorizada por suas folhas emplumadas e flores redondas e macias, mas também pela reação fascinante das folhas ao toque. Se você manusear uma folha, mesmo que delicadamente, ela se dobra sobre si mesma e o pecíolo reage curvando-se e levando consigo a lâmina dobrada. Às vezes, uma reação em cadeia começa e muitas folhas caem umas sobre as outras, causando o aparente colapso de uma seção inteira da folhagem. Esta é apenas uma reação temporária e após um curto período de tempo (geralmente após meia hora) a planta se recupera completamente. No entanto, alguns especialistas sugerem não tocar na Mimosa pudica com muita frequência: alguns espécimes podem ser afetados. Esta planta arbustiva atinge 50 cm de altura e seus caules altamente ramificados são cobertos por espinhos finos e penugem branca. As folhas, de cor verde claro com pecíolos de até 10 cm de comprimento, são divididas em várias seções, cada uma delas subdividida em muitos pequenos folíolos. De meados da primavera ao início do outono, aparecem grupos de 5 a 8 flores rosa-malva.

O solo ideal e formas de fertilizar os sensíveis


As amostras de Mimosa pudica devem crescer com a exposição à luz forte. Para que floresçam com sucesso, precisam de pelo menos três a quatro horas por dia de luz solar direta durante os meses de verão. Quanto à fertilização, um fertilizante líquido com alto teor de potássio é administrado a cada duas semanas durante a fase vegetativa. Desta forma, o desenvolvimento do espécime é favorecido. Embora seja melhor tratar a Mimosa pudica como uma planta a ser mantida por uma única estação, a espécie requer vários replantios. Usa-se solo comum universal para envasamento e cada planta é transplantada para um vaso um pouco maior assim que as raízes saem do orifício de drenagem no fundo do recipiente anterior.

Mimosa pudica: doenças e curas


A Mimosa pudica pode ser cultivada por alguns anos consecutivos, se as condições ambientais forem adequadas. No entanto, as plantas tendem a ficar feias à medida que envelhecem e por isso os cultivadores mais experientes preferem descartar todos os exemplares quando terminam a floração, no final de uma única estação. A Mimosa pudica é geralmente comprada no início da primavera e pode ser guardada até meados do outono. Não é uma planta rústica e em nosso país só se cultiva em casa: aliás, no inverno a temperatura deve ser de pelo menos 15 ° C para evitar danos ao exemplar. Se as folhas começarem a amarelar, significa que a Mimosa pudica está resfriada. A partir de maio, nas regiões centro-sul, é possível colocar o exemplar ao ar livre.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Mira también
Cerrar