Dicas

Lavanda

Como cultivar lavanda

Existem várias variedades de alfazema, as mais comuns são: «alfazema oficinal», «alfazema verdadeira», «stoechas de alfazema» ou «papillon de alfazema» e «alfazema angustifolia Alba» (com belas flores de um branco puro). Cultivar lavanda não é difícil. Por ser uma das mais perfumadas entre as plantas aromáticas, você pode colocá-la no jardim, ou usá-la para decorar o jardim, mas também é possível cultivar alfazema em vasos. Precisa de pouca água: deve ser regada apenas nos primeiros anos para que se estabeleça e enraíze bem, ou em caso de seca. Adora solos calcários, pedregosos e áridos. Plante-o em uma área exposta ao sol, de preferência na primavera. O ideal é colocar 5 plantas por metro quadrado a uma distância de 40-50 cm uma da outra. Para cultivar lavanda em vasos, escolha um com cerca de 30 cm de diâmetro com solo para jardim misturado com areia; certifique-se de que tem um furo para que a água não estagnue e coloque a panela num local ensolarado da esplanada. No final do outono poda a alfazema até aos pés: ela estará protegida do frio e na primavera brotará mais abundantemente.

Cultive alfazema para decorar sua horta e jardim


Os monges cultivavam alfazema entre as plantas aromáticas do jardim do mosteiro e continuam a fazê-lo até hoje. Numa horta não deve faltar uma planta de alfazema: é esteticamente muito bonita e também tem excelentes propriedades aromáticas. Mas a lavanda também pode ser cultivada para embelezar um jardim, especialmente por ser uma planta pouco exigente. Sua bela cor roxa profunda combina bem com muitas outras plantas, criando cantos coloridos e alegres. Ao lado de lírios ou alinhado ao longo de uma pérgula com rosas ou trepadeiras, cria um canto chique. Uma mistura de lavanda e grama selvagem forma um contraste muito original. A sua cor púrpura tendendo para o azul torna-a perfeita combinada com flores amarelas ou laranjas, como as rosas da Índia ou algumas variedades de helénio.

Planta de lavanda: um pouco de história


A alfazema é uma planta aromática viva nativa das zonas montanhosas da bacia do Mediterrâneo e hoje em dia é cultivada em qualquer parte do mundo onde existe muito sol e é seco, de preferência em solos rochosos e bem drenados. Os antigos romanos já conheciam as qualidades aromáticas da planta da alfazema e a usavam nas termas para perfumar a água das abluções. O nome “lavanda” vem do latim “lavar” e a palavra “lavadeira” vem do fato de que uma vez lavanda foi adicionada à água usada para enxaguar roupas. Na Idade Média, as propriedades desinfetantes da lavanda foram exploradas para fumigações e cataplasmas para combater a peste. No século 16, nos hospitais, o óleo essencial dessa planta era usado para desinfetar o ar e eliminar infecções microbianas e fúngicas. O óleo essencial de lavanda ainda é muito valorizado na medicina ayurvédica.

Lavanda: Propriedades da Lavanda


Você pode optar por cultivar lavanda por sua beleza decorativa, mas também por suas qualidades aromáticas. Esta planta é conhecida desde o início dos tempos por suas propriedades medicinais calmantes que podem curar dores de cabeça e insônia. É também um excelente anti-séptico natural. O óleo essencial de lavanda é usado na aromaterapia para estados de ansiedade e agitação. Suas flores podem ser colhidas em cachos para serem secas penduradas de cabeça para baixo em uma sala com ambiente seco e ao abrigo dos raios solares. Depois de secas, as flores de lavanda duram muito tempo, espalhando seu perfume intenso por todo o ambiente. Coloque-os em sacos de linho ou algodão, fechados com uma fita: eles vão perfumar seus armários ou gavetas de linho, trazendo à mente o perfume de suas avós.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.