Dicas

Ipomea

Charme tropical

Os amantes das cores vivas não podem deixar de sucumbir ao encanto da hipoméia, planta tropical que sabe combinar todo o atrativo da cor com a elegância e poesia do formato das delicadas flores. Hypomea é uma planta considerada planta de casa, pois suas origens tropicais a tornam inadequada para viver em espaços abertos na Itália, especialmente no inverno. Cerca de 500 espécies diferentes pertencem ao gênero Ipomea, que se distinguem pelas características da planta e das flores, cujas cores também podem variar. Algumas variedades são monocromáticas, outras podem ter várias cores, para um efeito ainda mais dramático. As diferenças também podem ser muito marcantes para o gênero, que inclui plantas suculentas, arbustivas, arbóreas, trepadeiras de caráter perene ou anual. Até o formato das folhas varia muito de planta para planta: a escolha, enfim, é muito vasta e pode realmente satisfazer a todos. Uma característica geral desta planta da família Convolvulaceae, porém, é a produção de grandes flores tubulares, com pétalas unidas, de formato muito semelhante ao das campânulas.

Cultivo


Por ser a hipoméia uma planta com características típicas de espécies tropicais, o cultivo na Itália não é impossível, mas requer atenção, inclusive com a possibilidade de proteger a planta de climas muito severos. Por esta razão, a ipomeia é comum principalmente para o cultivo em vasos e apartamentos. Porém, a planta deve ser colocada em uma posição que ainda permita receber muita luz, para crescer e se desenvolver sem problemas excessivos. Uma localização luminosa favorece uma floração mais luxuriante e bonita, enquanto a planta também beneficia da saúde. Um elemento muito importante para a boa saúde da hipoméia é a água, que nunca deve faltar: a planta requer regas frequentes e também frequentes nebulizações das folhas, tomando cuidado para não borrar demais as flores. Em geral, a ipomeia não tolera baixas temperaturas, embora não tenha muita dificuldade em enfrentar as altas temperaturas do verão. O desenvolvimento da planta e seu florescimento também podem ser favorecidos pelo uso regular de fertilizantes, durante todo o período de recuperação do ciclo vegetativo, de modo a enriquecer o solo com os nutrientes mais importantes para a planta, como nitrogênio e potássio. Em vez disso, a fertilização pode ser suspensa no período de dormência da hipoméia, quando a planta precisará de menos nutrição para viver. O desenvolvimento da planta e seu florescimento também podem ser favorecidos pelo uso regular de fertilizantes, durante todo o período de recuperação do ciclo vegetativo, de modo a enriquecer o solo com os nutrientes mais importantes para a planta, como nitrogênio e potássio. Em vez disso, a fertilização pode ser suspensa no período de dormência da hipoméia, quando a planta precisará de menos nutrição para viver. O desenvolvimento da planta e seu florescimento também podem ser favorecidos pelo uso regular de fertilizantes, durante todo o período de recuperação do ciclo vegetativo, de modo a enriquecer o solo com os nutrientes mais importantes para a planta, como nitrogênio e potássio. Em vez disso, a fertilização pode ser suspensa no período de dormência da hipoméia, quando a planta precisará de menos nutrição para viver.

Doenças e parasitas


Hypomea é uma planta resistente ao ataque de parasitas, embora necessite de um ambiente úmido que possa favorecer seu desenvolvimento. O principal inimigo dessa planta tropical, porém, é a falta de atenção às condições climáticas e ambientais necessárias ao seu correto desenvolvimento. Isso pode enfraquecer a planta e, conseqüentemente, torná-la mais sensível aos ataques de parasitas. Seja qual for o problema atual, o primeiro sinal de sofrimento por parte da planta estará nas folhas: mau desenvolvimento e folhas amareladas, que tendem a cair, serão um sinal claro de condições de cultivo inadequadas para a planta. Para remediá-lo, será necessário identificar o problema, que pode estar relacionado a florações escassas ou muito abundantes, ou à exposição excessiva à luz solar direta, que poderia queimar as folhas e flores. A presença de pequenas manchas escuras, por outro lado, pode indicar a presença de uma infestação parasitária em andamento. Nesse caso, a intervenção química pode ser indispensável, especialmente se a presença de parasitas for generalizada; se, por outro lado, o problema puder ser identificado precocemente, será suficiente eliminar os poucos parasitas presentes com um cotonete embebido em álcool, tomando cuidado para eliminar a presença de qualquer parasita, para evitar que a propagação pode ocorrer novamente em um curto espaço de tempo, causando ainda mais sofrimento à planta. especialmente se a presença de parasitas for generalizada; se, por outro lado, o problema puder ser identificado precocemente, será suficiente eliminar os poucos parasitas presentes com um cotonete embebido em álcool, tomando cuidado para eliminar a presença de qualquer parasita, para evitar que a propagação pode ocorrer novamente em um curto espaço de tempo, causando ainda mais sofrimento à planta. especialmente se a presença de parasitas for generalizada; se, por outro lado, o problema puder ser identificado precocemente, será suficiente eliminar os poucos parasitas presentes com um cotonete embebido em álcool, tomando cuidado para eliminar a presença de qualquer parasita, para evitar que a propagação pode ocorrer novamente em um curto espaço de tempo, causando ainda mais sofrimento à planta.

Hypomea: veneno


Hypomea é uma planta muito característica não só por suas flores esplêndidas, mas também por seus diversos usos. Algumas espécies são utilizadas na culinária: as partes bulbosas são utilizadas como substituto da batata, enquanto há espécies aquáticas cujas áreas são exploradas. Cuidado, porém, ao manusear as sementes da hipoméia: elas contêm ácido lisérgico em quantidades que podem ser prejudiciais ao homem e causam alucinações, cãibras, com efeitos visuais e auditivos muito semelhantes aos dos ácidos alucinógenos: até mesmo os danos causados ​​a os organismos são semelhantes e por isso o uso e o contato devem ser cuidadosamente evitados. Como a reprodução se dá principalmente por semente, é imprescindível realizar essas operações com a máxima atenção e usando luvas,

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.