Dicas

Fertilizar o jardim

Fertilizar o jardim com esterco

O fertilizante por excelência é, sem dúvida, o estrume. É composto por excrementos de animais, capim seco e palha. Este composto sofre fermentação e depois se decompõe. Só então estará pronto para ser utilizado e saberemos como fertilizar o jardim. Existem vários tipos de esterco e o melhor é o bovino. Você também pode usar estrume de cavalo, de galinhas, coelhos ou porcos. O esterco em geral deve ser colocado na compostagem por pelo menos 6 a 8 meses, período que será aproveitado para atingir a maturidade. O estrume das vacas é usado principalmente para fertilizar hortas e jardins. O esterco de cavalo é certamente um dos melhores e contém o dobro de nutrientes em comparação com o esterco de bovino. O esterco de galinha tem as mesmas características do esterco de cavalo e deve ser espalhado no solo depois de seco. A carne de porco também é usada, mas tem menos características organolépticas que as demais. Outros tipos de esterco são derivados de chifres, unhas, sangue seco e farinha de peixe.

Como fertilizar a horta


A melhor época para fertilizar o jardim é no outono ou no início da primavera. A fertilização serve para preparar o solo para a semeadura e, assim, torná-lo mais fértil. Será necessário, antes de tudo, cavar o solo. Esta operação pode ser realizada manualmente com enxada ou mecanicamente com enxada motorizada. Você terá que descer pelo menos 40 cm. profundamente no solo. Aí o fertilizante será distribuído ao longo dos sulcos ou em toda a área, de acordo com o tipo de safra que vamos fazer. Feito isso, o solo será coberto com terra, quebrando os torrões. A terra será deixada em repouso por algum tempo, antes de prosseguir com a semeadura ou antes de enterrar as plantas. É bom repetir a fertilização ao longo do ano. Basta diluir um pouco de fertilizante no

Fertilizar a horta: tipos de fertilizantes


Os tipos de fertilizantes para fertilizar o jardim, além do estrume, diferem nas propriedades e tempos de liberação dos sais minerais no solo. Aqueles com uma liberação curta podem ser misturados com água de irrigação. O tipo de liberação longa leva algumas semanas para ser eficaz. Deve ser distribuído no solo e próximo às raízes da planta. No mercado encontramos fertilizantes mistos minerais, químicos e orgânicos. Dentre esses tipos, podemos optar por utilizá-los na forma granulada, em pó ou líquida. Com certeza, esses tipos de fertilizantes terão a característica de não emitir odores desagradáveis, evitando reclamações dos vizinhos. Outra solução é o estrume peletizado. Este fertilizante é perfeito para qualquer tipo de cultivo e também é utilizado em jardins e vasos de plantas. Sua peculiaridade é reequilibrar o PH do solo tornando-o menos ácido. Agora sabemos como fertilizar o jardim.

Fertilizar o jardim com composto


A compostagem é uma prática inovadora de reciclagem de resíduos orgânicos. Basta comprar um compostor e pronto. Todos os resíduos de alimentos úmidos e secos são colocados neste recipiente que, através do processo de decomposição, forma um excelente fertilizante natural. Este fertilizante é adequado para todos os tipos de culturas e principalmente em ciclos de rotação de plantas. O composto é rico em fósforo e potássio e seu uso, se constante, torna o solo do jardim fértil. A quantidade, a frequência e os métodos de fertilização do jardim com este tipo de fertilizante são iguais aos dos outros tipos de fertilizante do mercado. A única diferença que não deve ser subestimada é que, uma vez enfrentado o custo inicial de compra do compostor,

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Mira también
Cerrar