Dicas

Carvalho bonsai

Principais características do bonsai de carvalho

O bonsai de carvalho expressa força e poder, como a árvore original. Possui tronco escamoso, ramos fortes, afilados, retorcidos, com folhas recortadas e alternadas que, por vezes, resistem alguns anos antes de cair. A folhagem é densa e irregular e as raízes são poderosas. Existem muitas espécies do género botânico Quercus, incluindo carvalho, azinheira, sobreiro, carvalho turco e carvalho inglês. Em particular, falaremos sobre a espécie mais comum em nosso país, o carvalho felpudo (Quercus pubescens). As folhas deste carvalho têm uma parte inferior fina e densa. Vivem e crescem muito bem tanto nas regiões quentes do Sul como nas frias dos Alpes, a 1.500 m de altitude. Adapta-se a solos calcários e à escassez de precipitações atmosféricas.


Quando surgem folhas novas, na primavera, o bonsai deve ser mantido em local ensolarado, para que possa se desenvolver bem com galhos fortes e folhas pequenas e bem coloridas. No verão, ao contrário, a árvore deve ser colocada na sombra. Embora a planta tolere bem o calor, deve-se ressaltar que isso não se aplica às raízes que, na natureza, afundam no frescor do solo. Como alternativa à posição sombreada, o vaso deve ser coberto para proteger o sistema radicular do calor. No outono a exposição será a mesma da primavera, portanto a pleno sol, para preparar a planta para o frio seguinte. Finalmente, no inverno, o carvalho é mantido silenciosamente ao ar livre, possivelmente cobrindo o vaso para não deixar o frio ficar muito frio.

Irrigação, poda e pinçamento do bonsai


O bonsai deve ser regado com um pequeno furo no chuveiro, molhando o substrato quando estiver seco. É necessário repetir a operação mais 2 ou 3 vezes, após alguns minutos, até que o solo esteja completamente umedecido. A vaporização da água na folhagem deve ser evitada, pois o excesso de umidade nas folhas favorece o desenvolvimento da doença branca (oídio). Em vez disso, é aconselhável colocar um pires com cascalho úmido sob o bonsai. A planta se adapta bem à poda, cicatrizando feridas rapidamente e reconstruindo a copa em pouco tempo. O período mais adequado é o inverno e, de acordo com o estilo escolhido, serão cortados ramos verticais e cruzados. Após a operação, a planta deve ser tratada com aroeira ou pasta curativa. O grampeamento é realizado 3-4 vezes por ano, nos galhos com 6 entrenós, encurtando-os ao primeiro. a técnica dará ramos mais finos, folhas pequenas e folhagem espessa.

Carvalho bonsai: desfolha, repotting, fertilização e envolvimento do bonsai


A desfolha é realizada em junho, com o desfolhador, para reduzir o tamanho das folhas em cerca de 65%. Depois de alguns dias, o bonsai de carvalhovai produzir folhas novas e as cortadas podem ser removidas. O repoteamento ocorre entre novembro e março, ou seja, da queda das folhas ao inchaço dos botões. As raízes, soltas da massa de terra, serão reduzidas em cerca de 30%, com tesouras especiais. Apenas as plantas saudáveis ​​são replantadas e protegidas do frio. O fertilizante deve ser de liberação prolongada e administrado durante toda a fase vegetativa, nos períodos de março a junho e de meados de agosto a meados de outubro. Para criar uma certa estrutura e forma do bonsai, é utilizado enrolamento com fio de alumínio acobreado, partindo dos ramos grandes para ir gradativamente aos menores.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Mira también
Cerrar