Dicas

Amaranto

Flores de amaranto

O amaranto é uma planta que merece cada vez mais atenção neste período, especialmente do ponto de vista agroalimentar, mas que é conhecida desde a antiguidade e cuja utilidade é acompanhada pela grande beleza das flores. Muito difundido na Antiguidade tanto na América Latina como no Mediterrâneo, o amaranto é facilmente reconhecível, mesmo que haja várias espécies e variedades, devido às suas flores elegantes e de cor intensa. O amaranto é uma planta que não passa despercebida e que de facto possui uma longa tradição cultural: são conhecidas tradições relacionadas com as populações incas e contos de autores famosos do classicismo, como Esopo. O próprio nome da planta deriva da tradição grega e significa «que não murcha». Precisamente por causa desse recurso eficaz, o O amaranto sempre esteve ligado à ideia de sentimentos puros e duradouros, laços de amizade ou carinho e estima que vão além do tempo e que não podem ser destruídos. O amaranto é dado para celebrar uma relação de longa data que está destinada a durar e para demonstrar a solidez e estabilidade dos sentimentos, sejam eles quais forem.

Significado de amaranto na antiga América Latina


O amaranto foi uma planta que cresceu como vegetação espontânea nos territórios da América Latina desde a antiguidade: não só as populações incas e astecas o conheciam, mas também o faziam uso extensivo, atribuindo-lhe diferentes significados. As sementes de amaranto eram parte integrante da cultura alimentar, dada a sua versatilidade e fácil preparo nas mais variadas formas, mas também tinham significados mágicos e religiosos: as sementes de amaranto também eram usadas em rituais propiciatórios para invocar a chuva. Alguns ritos entre os astecas, em vez disso, previam o uso em conjunto com sacrifícios humanos: das sementes, misturadas às de milho e mel, obtinha-se uma pasta com a qual se modelavam ídolos, representando os deuses da guerra, os deuses da colheita. , fertilidade, água: embebidos no sangue dos sacrifícios, eram divididos entre a população e comidos para favorecer a vitória do povo na guerra ou um ano fértil rico em água favorável às colheitas. Esses ritos foram perdidos com a colonização espanhola, que impôs seu fim. O cultivo do amaranto, portanto, passou por períodos de declínio e períodos mais prósperos, porém permanece até os dias de hoje, quando o amaranto passa a ter uma atenção crescente para o mundo da alimentação e, conseqüentemente, também é redescoberto para fins decorativos.

Significado na cultura grega


A cultura grega também é rica em referências ao amaranto: as características ligadas à resistência desta planta singular são particularmente marcantes. Plínio, o Velho, fala dela como uma planta capaz de se regenerar se colocada na água mesmo depois de muito tempo seca; o uso de alimentos é menos conhecido, mas também existe na Europa desde os tempos antigos. A capacidade de não murchar apesar das condições climáticas adversas e dos sofrimentos da planta são as características que a fazem assumir o significado de um símbolo de relações duradouras, que não são afetadas pelas dificuldades e pelo passar do tempo. Na civilização grega, porém, o amaranto tem outro significado importante: a imortalidade da flor também é atribuída à alma e o amaranto é usado como símbolo de boa sorte para a vida após a morte durante os rituais fúnebres, para decorar os túmulos. O amaranto também é conhecido entre os romanos e também para eles assume uma declinação de significado muito particular que, no entanto, em termos gerais, parece refletir-se em todas as culturas: para os romanos é uma planta com influências benéficas, capaz de conservar afaste o infortúnio e a inveja, bem como outros sentimentos negativos, como a doença do amor.

Amaranto: Amaranto hoje


Cultivado há milênios, o amaranto chegou até nós como um recurso alimentar precioso, mas também como uma planta decorativa a que ainda hoje se associam significados precisos. O colorido intenso da planta e das suas flores torna-a extremamente marcante visualmente, digna de ser presenteada para expressar os seus sentimentos de forma criativa e com um toque de atenção natural. O amaranto é dado para simbolizar uma relação importante, especialmente de amizade: as ocasiões podem ser muito diferentes, desde uma vitória ou um objetivo pessoal de um ente querido até algum momento difícil em que expressar a proximidade através de um pequeno pensamento floral ou dando um muda para cultivar, para vê-la crescer dia após dia conforme o sentimento que representa. EU’ O amaranto pode ser um excelente pensamento para amenizar algumas diferenças e lembrar que o sentimento que une as duas pessoas envolvidas no presente supera qualquer dificuldade em um pequeno confronto. O amaranto também pode ser incluído nos buquês de noivas, por um toque de cor e originalidade, para sublinhar a imortalidade do vínculo que está em vias de se formalizar.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Mira también
Cerrar